Topo

Felipão defende Deyverson titular e nega caça às bruxas: "Ninguém morreu"

Do UOL, em São Paulo

18/07/2019 00h49

O técnico Luiz Felipe Scolari procurou minimizar o impacto da eliminação do Palmeiras diante do Internacional na noite de ontem, nas quartas de final da Copa do Brasil, após derrota por 1 a 0 no tempo normal e por 5 a 4 nos pênaltis no Beira-Rio. O comandante alviverde defendeu o atacante Deyverson, que vive momento de contestação e foi substituído no jogo, e descartou uma caça às bruxas para apontar culpados pela queda.

"Quem diz que ele (Deyverson) é contestado? Eu não vejo a torcida do Palmeiras falar isso. Se vocês, que são os influenciadores, acham isso, tudo bem, vão em frente. Quem escala sou eu, quem tem que achar sou eu. Enquanto ele tiver a minha confiança, vai jogar", disse Felipão aos jornalistas, após ser questionado sobre a titularidade de Deyverson.

"Ninguém morreu. Não tem nada. Perdemos uma competição. Outros perdem, outros ganham, alguém vai ganhar. Não tem que crucificar A ou B, temos que jogar futebol com a mesma qualidade que nós temos. Em determinados momentos, alguém pode ser superior. Vamos conversar e pronto. Não vai acontecer nada com o meu time. Vamos jogar o futebol que sempre jogamos. Vamos ganhar alguns jogos, perder, quem sabe, algum jogo, mas não vamos montar fantasma para o próximo jogo", completou.

Perguntado sobre alguma possível mudança na estratégia do time para jogar mata-matas após mais uma eliminação, Scolari não quis responder. Neste ano, o Palmeiras caiu na semifinal do Campeonato Paulista diante do São Paulo, também nos pênaltis. Já no ano passado, parou nas semifinais da Copa do Brasil contra o Cruzeiro e da Libertadores contra o Boca Juniors.

"Não vou ficar discutindo isso com vocês. Vocês que têm que criar as situações para discutir, o programa é de vocês. Eu tenho minhas situações para discutir com meus jogadores, é assunto interno. Assunto que eu posso contestar A ou B, mas é lá dentro, não com vocês. Aí vocês criem o que quiserem", afirmou o treinador.

Líder do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo no próximo sábado (20) pela competição. O adversário será o Ceará, no estádio Castelão, em Fortaleza.