Topo

Futebol


Dadá celebra vitória do Inter sobre Cruzeiro no Mineirão: "Lá, eu sou rei"

Dadá Maravilha foi ao Mineirão para assistir ao jogo entre Cruzeiro e Internacional - Samerson Gonçalves/UOL
Dadá Maravilha foi ao Mineirão para assistir ao jogo entre Cruzeiro e Internacional Imagem: Samerson Gonçalves/UOL

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

08/08/2019 12h18

O torcedor do Internacional que esteve no Mineirão na noite de ontem tomou um baita susto ao ver um jogador histórico do clube na arquibancada. Dadá Maravilha, centroavante do time no título brasileiro de 1976, assistiu ao triunfo por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, pela semifinal da Copa do Brasil, ao lado dos gaúchos que viajaram até Belo Horizonte.

O ex-atleta reside na capital mineira, onde participa de um programa da TV Alterosa, afiliada do SBT. Na emissora, ele representa o Atlético-MG, equipe que defendeu nas décadas de 1970 e 1980. Convidado por amigos colorados para ir ao Gigante da Pampulha, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, Dadá não recusou.

"Foi um amigo meu que me chamou. Aí eu falei com meu filho, e ele quis ir também. Foi maravilhoso. A torcida do Inter me tratou como rei. Lá, eu sou Rei Dadá. O carinho do povo foi muito grande. Os meninos ficaram: 'meu pai é louco contigo, meu avô é louco contigo'. Brinquei, conversei com todo mundo, foi maravilhoso. Tiraram foto, me chamaram de 'pé-quente', foi muito legal", disse Dadá em entrevista ao UOL.

"O pessoal que me levou que comprou [o ingresso] para mim. Eu fui com o meu filho, Dadazinho, e com esse pessoal, que é gaúcho, mas mora aqui em Belo Horizonte mesmo. São meus amigos. Eles ainda me deram um troféu muito bonito, uma carteira do Internacional para eu fazer compra. Achei muito digno, eles foram muito legais comigo. A torcida do Inter nem disfarçou que ama Dadá", comentou.

Apesar da recepção da torcida do Inter, Dadá Maravilha não deixou o Mineirão 100% feliz. Agora torcedor, ele crê que o time de Odair Hellmann poderia vencer o Cruzeiro por um placar mais dilatado.

"O resultado, eu achei que o Inter merecia ganhar por mais um. O resultado justo seria um 2 a 0. Eu achei que o Inter mereceu fazer o segundo. Taticamente, o Inter é o melhor time do Brasil, é muito organizado", declarou.

Mais Futebol