Topo

Palmeiras

Palmeiras busca sua maior sequência sem levar gol no ano

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Felipão cumprimenta Deyverson durante Palmeiras x Internacional Imagem: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

2019-05-21T10:53:57

21/05/2019 10h53

Em meio ao elogiado desempenho defensivo do Palmeiras na temporada, o time pode atingir nesta quarta-feira, contra o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, a sua maior sequência sem levar gol no ano. Os comandados do técnico Luiz Felipe Scolari estão pela segunda vez em 2019 há quatro partidas seguidas sem serem vazados e podem completar cinco jogos no quesito.

O último gol sofrido pelo Verdão ocorreu em 1º de maio, no empate por 1 a 1 diante do CSA, em Alagoas, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. De lá para cá, a defesa ficou imbatível contra Inter (1 a 0), San Lorenzo (1 a 0), Atlético-MG (2 a 0) e Santos (4 a 0). São 419 minutos nessa condição (considerando os acréscimos de cada partida).

Na outra oportunidade em que completou quatro jogos sem levar gol no ano, o Palmeiras atingiu 491 minutos com a defesa imbatível. O San Lorenzo fez 1 a 0 na Argentina, o Verdão ficou os 45 minutos seguintes daquela partida sem ser vazado e, na sequência, manteve-se assim diante de São Paulo (0 a 0, mas eliminado do Paulista nos pênaltis), Junior Barranquilla (3 a 0), Melgar (4 a 0), Fortaleza (4 a 0) e até os 17 minutos do segundo tempo diante do CSA.

As duas sequências foram paradas exatamente no gol sofrido em Alagoas, quando Felipão e os jogadores admitiram que tiveram um vacilo incomum, permitindo a Matheus Sávio finalizar duas vezes até balançar as redes após cobrança de escanteio. Naquele jogo em Maceió, a zaga foi formada pela última vez por Edu Dracena e Antonio Carlos, que podem ter chance nesta quarta-feira caso Scolari queira dar descanso à sua principal dupla no miolo da defesa.

Se forem escalados, Luan e Gustavo Gómez podem completar 1000 minutos seguidos sem sofrer gol. A dupla foi superada pela última vez por Danilo Avelar, aos sete minutos da vitória por 1 a 0 do Corinthians, em 2 de fevereiro. De lá para cá, são exatos 986 minutos como imbatíveis atuando juntos.

De qualquer forma, o time ainda está longe de igualar a maior sequência sem sofrer gols nesta passagem de Felipão. O técnico ficou os seus sete primeiros jogos sem ser vazado, contra América-MG (0 a 0), Cerro Porteño (2 a 0), Vasco (1 a 0), Bahia (1 a 0), Vitória (3 a 0), Botafogo (2 a 0) e Inter (0 a 0). Naquele momento, a equipe completou, na verdade, nove partidas nessa condição, já que, antes de ter Scolari no banco, venceu o Paraná por 3 a 0 comandado interinamente por Wesley Carvalho e ficou no 0 a 0 diante do Bahia, com Paulo Turra, auxiliar de Felipão, à beira do campo.

Os números corroboram o elogiado desempenho defensivo do Palmeiras no ano. O clube foi quem menos sofreu gols em todos os torneios que disputou em 2019: levou apenas um em cinco rodadas do Brasileiro, um em seis jogos na Libertadores e seis em 16 partidas no Paulista. No total, o Verdão teve suas redes balançadas em somente oito partidas nas 27 vezes em que entrou em campo - média de 0,29 gol sofrido por jogo, ou quase um gol sofrido a cada quatro compromissos.

O Palmeiras enfrenta o Sampaio Corrêa às 19h15 desta quarta-feira, no Maranhão, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A partida de volta está marcada para o dia 30, às 20h, no Allianz Parque.