Federação confirma finais do Baiano com torcida única. Brigas influenciaram

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

  • Felipe Oliveira / EC Bahia

    Primeira final entre Bahia e Vitória, pelo Estadual, acontece na Fonte Nova

    Primeira final entre Bahia e Vitória, pelo Estadual, acontece na Fonte Nova

Os clássicos entre Bahia e Vitória pela final do Campeonato Baiano terão mesmo torcida única. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (1) pela Federação Bahiana de Futebol (FBF) e pelo próprio clube tricolor, mandante do primeiro jogo, marcado para esta quarta-feira (3), na Fonte Nova.

Com a decisão, o cenário das semifinais do Copa do Nordeste, que tiveram torcida única nos dois jogos, volta a se repetir. A ideia da Federação Bahiana de Futebol (FBF) e dos clubes era que, ao menos nas finais do Estadual, as duas torcidas fossem liberadas para comparecer aos estádios. Porém, de acordo com Ednaldo Rodrigues, presidente da FBF, a briga generalizada entre jogadores no último domingo ajudou o Ministério Público a manter a decisão por torcida única.

"O Ministério Público definiu que, em decorrência desses últimos acontecimentos, mesmo que não tenha tido envolvimento da torcida, houve muito acirramento, e por prudência resolvem manter torcida única para os dois jogos do Baiano", disse Ednaldo Rodrigues em entrevista ao UOL Esporte.

O presidente da FBF disse ainda que o MP liberaria os jogos com as duas torcidas caso jogadores e membros da comissão técnica não tivessem se envolvido em confusão nas duas partidas da Copa do Nordeste. "Ele [promotor Olimpio Campinho] teria reconsiderado. Eles realmente tinham essa ideia de fazer [com as duas torcidas]. Mas em decorrência do que aconteceu tanto no Barradão como na Fonte Nova, ele declinou do pensamento. Uma pena", acrescentou.

O jogo de volta, no Barradão, acontece no domingo, dia 7 de maio. Como teve a melhor campanha da primeira fase, o time rubro-negro tem a vantagem de jogar por dois empates ou resultados com mesmo saldo de gols.

Relembre os acontecimentos

Na semana passada, depois da primeira partida da semifinal da Copa do Nordeste, um carro que levava três jogadores do Vitória embora do estádio foi atacado com dois tiros, novamente após o jogo. A segunda bala perfurou dois vidros do veículo e passou entre os passageiros, mas não houve feridos. Antes disso, dentro de campo, houve confusão na saída para o intervalo, tanto na beira do gramado como nos vestiários. O clima esquentou também após a expulsão de Gustavo, quando Feijão saiu do banco de reservas para protestar.

Neste último domingo (30), no segundo jogo da semi da Copa do Nordeste, uma pancadaria entre os próprios jogadores ocorreu após o apito final. Atletas dos dois times trocaram agressões na entrada do túnel que dá acesso aos vestiários. Na súmula, o árbitro afirmou que não foi possível detectar quem iniciou a confusão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos