Presidente do Atlético-PR relembra rival e dispara contra arbitragem

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

O presidente do Atlético Paranaense, Luiz Sallim Emed, disparou contra a arbitragem do carioca Grazianni Maciel Rocha, que marcou um pênalti inexistente na derrota atleticana para o Sport (0 a 1) em Recife, neste domingo. Emed relembrou o colega presidente do rival Paraná Clube, Leonardo Oliveira, que também fez acusações contra a comissão da arbitragem da CBF, embora de maneira mais comedida.

"Eu estava bem em frente ao lance", testemunhou Emed, "Não foi. É tão grosseiro, tão ridículo a marcação desse pênalti que só ele que viu. Não mais dá para acreditar que é apenas erro. É um erro muito grosseiro. Eu tava dizendo que a gente tem que ter uma tranquilidade, por que senão vai falar que nem o presidente o Paraná. E aí o que que acontece? Esse sujeito vai embora e não acontece nada com eles".

Emed ainda relembrou que há cerca de um mês o clube enviou um dossiê à CBF reclamando de erros de arbitragem, mas que isso de nada resolve. "Aí você vai lá na CBF, reclama, eles reconhecem que foi um erro e não acontece nada, nada! Essa é a tristeza e não é por que a gente perdeu", disse, pedindo providências: "É importantíssimo ter árbitro de vídeo, por que essa injustiça se reforma. Alguém fala de profissionalização, outros dizem que eles precisam de um preparo melhor. Eu não sei. O árbitro de vídeo vai evitar lances emblemáticos. Mas esse? Esse é de não enxergar mesmo. E quando eu falo em não enxergar, vocês sabem o que eu quero dizer", deixou no ar.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos