Céu ou inferno: Flu inicia 'semana louca' de olho em final e contra queda

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Jogadores do Fluminense festejam gol contra o Paraná; time precisa voltar a marcar

    Jogadores do Fluminense festejam gol contra o Paraná; time precisa voltar a marcar

Um olho em uma vaga na final da Copa Sul-Americana, o outro no risco de rebaixamento à Série B. É dividido entre esses dois mundos que o Fluminense inicia a sua "semana louca", quando enfrenta nesta quarta-feira (28) o Atlético-PR, às 21h45, no Maracanã.

Para seguir com o sonho de título ainda vivo, o Flu tem de reverter a vantagem de 2 a 0 construída pelo Furacão na Arena da Baixada. Para um time que não balança a rede há sete jogos, um desafio e tanto a ser vencido. Quem passar no Rio enfrenta o vencedor de Junior Barranquilla e Independiente Santa Fé na finalíssima.

Não bastasse o prejuízo, o Tricolor viu o seu plano de concentração total na competição continental ir por água abaixo. Sem vitórias há sete jogos, a equipe viu a situação no Campeonato Brasileiro ficar delicada, o que impediu que o técnico Marcelo Oliveira preservasse seus principais jogadores até o jogo desta noite.

Para adicionar ainda mais pimenta no caldeirão tricolor, a questão salarial segue atormentando o grupo, que já soma quatro meses de atraso em direitos de imagem e outro na carteira de trabalho. Ante este cenário, a Sul-Americana, antes a menina dos olhos de todos no clube, perdeu um pouco de peso, embora o discurso geral caminhe em outra direção.

"Nessa última semana, aconteceu de precisarmos vencer o América-MG em casa e ainda temos diante de um desafio contra o Atlético-PR. Precisamos unir forças e nos ajudar para poder terminar o ano bem. Claro que existem muitas situações que contribuíram para que esse momento chegasse", discursou o capitão Gum.

Thiago Ribeiro/AGIF
Fluminense vive sua semana mais decisiva dos últimos anos

O jogador, que não teve condições de encarar o Internacional, estará em campo no Maracanã, assim como o goleiro Júlio César, recuperado de dores no ombro que o tiraram dos jogos contra o Bahia e o Colorado.

Ciente de que o momento exige uma intervenção, o presidente Pedro Abad deixou de lado o silêncio e fez um apelo aos torcedores. Pressionado pela ameaça de impeachment e ciente de que uma queda à Série B seria desastrosa para o clube, o mandatário pediu união de forças.

"Sei que as coisas não estão fáceis, tudo parece muito confuso, mas vivemos uma semana que é fundamental para o clube. Peço ao torcedor: mantenha o foco no clube. Tudo passa, a instituição fica. Depois de domingo, as críticas podem voltar com a maior tranquilidade", afirmou.

Ao menos antes de a bola rolar, o Fluminense obteve uma importante vitória nos bastidores. Após reunião na CBF, Abad conseguiu confirmar a partida diante dos mineiros para o Maracanã, domingo, 17h. Em tempos de dificuldade, toda ajuda é bem-vinda.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X ATLÉTICO-PR

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 28/11/2018
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñán (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Jose Retamal (CHI)

FLUMINENSE
Júlio César, Paulo Ricardo, Gum e Digão; Jadson, Richard, Sornoza e Ayrton Lucas; Junior Dutra, Luciano e Marcos Jr. Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-PR
Santos; Jonathan, Léo Pereira, Thiago Heleno e Renan Lodi; Wellington, Lucho González e Raphael Veiga; Marcelo Cirino, Nikão e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos