Topo

Esporte


Trocar de técnico é ruim? Para Manchester United e Real Madrid, deu certo

Do UOL, em São Paulo

12/02/2019 04h00

É comum ver campanhas ruins de times marcadas pela constante troca de treinadores. Às vezes, dá certo e o time reage; às vezes, não funciona e o time continua patinando, colocando o novo técnico também em risco. Dois gigantes da Europa que entram em campo na abertura das oitavas de final da Liga dos Campeões, a partir desta terça-feira, apresentam um cenário de crescimento após a entrada de um comandante interino: Manchester United e Real Madrid.

O United do novato norueguês Ole Gunnar Solskjaer enfrenta o PSG nesta terça-feira, enquanto o Real Madrid de Santiago Solari encara o Ajax na quarta, no jogo de ida das oitavas. 

Manchester United: Solskjaer recupera elenco insatisfeito

Em Old Trafford, a situação tem sido parecida nos últimos meses. Recebido com festa pela torcida do Manchester United em 2016, José Mourinho viu seu trabalho perder fôlego na temporada 2018/2019. Em 24 partidas, conquistou apenas 51,3% dos pontos conquistados, segundo o site ZeroZero.

Ao longo do segundo semestre de 2018, o português fez um trabalho irregular. Em dezembro, veio o golpe fatal: as derrotas por 2 a 1 para o Valencia na Liga dos Campeões e por 3 a 1 para o Liverpool no Campeonato Inglês encerraram a passagem do técnico pelo United. No dia 18 daquele mês, veio a público o anúncio de sua demissão.

Em pouco tempo, surgiram pistas dos motivos da má fase do United, que era sexto colocado no Campeonato Inglês. A imprensa dava destaque à insatisfação do elenco com o português. E para não deixar dúvidas, Paul Pogba abriu o jogo, afirmando que era "difícil" jogar com as táticas de Mourinho.

"Era difícil com o sistema e as táticas que nós usávamos [sob o comando de José Mourinho]. Eu gosto de atacar mais, pressionar e jogar na linha ofensiva. Eu posso defender às vezes, mas não é o meu melhor atributo. Onde eu estou jogando [no momento], estou me sentindo mais confortável", disse o francês, satisfeito com o interino Ole Gunnar Solskjaer.

E tudo indica que os demais jogadores do United também estão mais satisfeitos com o novo comando. Em 11 jogos desde que assumiu, Solskjaer levou a equipe a 10 vitórias, com o assombroso aproveitamento de 93,9% dos pontos disputados. Em janeiro, o norueguês foi escolhido o melhor técnico do mês no Campeonato Inglês.

Com o novo treinador, o United decolou e já é o quarto colocado no Inglês, dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões da temporada 2019/2020. Pela atual edição da competição europeia, o time mede forças nesta terça-feira (12), às 18h (de Brasília), com o Paris Saint-Germain. O jogo acontece em Old Trafford.

Real Madrid: Lopetegui foi problema desde a chegada

A temporada 2017/2018 terminou com um problema incomum no Real Madrid. Zinedine Zidane anunciou que deixaria o comando do time, e a diretoria decidiu recorrer a Julen Lopetegui, técnico que comandaria a Espanha na Copa do Mundo de 2018. O clima azedou diante do anúncio, e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) mandou Lopetegui embora antes mesmo do torneio. Fernando Hierro acabou assumindo a seleção nos gramados russos.

Só que Lopetegui não vingou no Santiago Bernabéu. Em 14 jogos, foram seis vitórias, conquistando apenas 47,61% dos pontos.

O final da passagem do técnico pelo Real foi particularmente ruim. Em sete jogos, contabilizou uma vitória (2 a 1 no Viktoria Plzen pela Liga dos Campeões), um empate e cinco derrotas. A demissão veio após uma derrota por 5 a 1 no Camp Nou diante do Barcelona, em jogo no dia 28 de outubro pelo Campeonato Espanhol.

Naquele momento, o Real Madrid ocupava uma improvável nona colocação no torneio nacional. Para apagar o incêndio, a diretoria convocou Santiago Solari, então no Real Madrid Castilla. E o resultado logo apareceu: nos oito jogos seguintes, foram sete vitórias e apenas uma derrota. A efetivação veio já em novembro.

Fã de xadrez, Solari deu nova vida a algumas peças no tabuleiro do Real Madrid. Particularmente, Vinícius Júnior cresceu: contratado como reforço para a atual temporada, tinha pouco espaço com Lopetegui, mas ganhou terreno no momento crescente do Real e conquistou a confiança do próprio treinador.

Em 23 jogos, o Real Madrid de Santiago Solari conquistou 76,8% dos pontos e assumiu a vice-liderança do Espanhol. Invicto há sete jogos, com seis vitórias e um empate, o time vive seu melhor momento na atual temporada. Nesta quarta-feira (13), tenta manter o embalo no duelo contra o Ajax, às 18h (horário de Brasília), em Amsterdã.

Interino deu título inédito para o Chelsea em 2012

O clube de Londres conseguiu o único título europeu de sua história na temporada 2011-2012, quando o italiano Roberto Di Matteo entrou no lugar do português André Villas-Boas nos meses finais da campanha da Champions League. Com o substituto no comando, o título veio na decisão contra o Bayern de Munique na Alemanha. 

Mais Esporte