Topo

Argentina

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Maradona cobra raça da Argentina: "Deixem o videogame de lado um pouquinho"

REUTERS/Matthew Childs
Imagem: REUTERS/Matthew Childs

Do UOL, em São Paulo

2018-06-24T19:36:00

24/06/2018 19h36

Ídolo máximo do futebol argentino, Diego Maradona quer dar uma palavrinha com os jogadores da seleção nesta Copa do Mundo. Frente à situação delicada da equipe na fase de grupos, o craque pede mais respeito à camisa alviceleste.

- Culpados ou inocentes? O peso de craques como Messi e Neymar em Copas
- Argentina: reunião com Sampaoli para negar rumores de motim de atletas
- Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas

“Joguei a vida todas as vezes que me deram esta camisa. Assim como fez Simeone, Redondo, Ruggeri, Olarticoechea, Canniggia ou Fillol”, listou o ex-camisa 10, que pediu ainda que Messi e companhia “deixem o videogame de lado um pouquinho e peguem um jornal antigo”.

“Queria ter uma conversa com todos os jogadores para saber o grau de assimilação do que é vestir essa camisa”, diz Diego Maradona, campeão mundial como jogador em 1986 e treinador da seleção entre 2006 e 2010.

O comentário é também uma crítica velada ao atual técnico da Argentina, Jorge Sampaoli. Maradona disse nesta semana que, se a seleção continuar jogando mal, o treinador “nem voltaria para o país”.

Com apenas um ponto no grupo F, a seleção argentina entra na última rodada precisando de uma combinação de resultados para sobreviver na Copa. Tem que vencer a Nigéria e torcer para a Islândia não vencer a já classificada Croácia – se os islandeses também vencerem, a segunda vaga será definida nos critérios de desempate e até os cartões amarelos podem fazer diferença. Os jogos são às 15 horas (de Brasília) de terça-feira (26).

Mais Argentina