Copa 2018

Brasil brilha com Coutinho em alta, faz 2 a 0 na Sérvia e enfrentará México

Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Luiza Oliveira e Ricardo Perrone

Do UOL, em Moscou (Rússia)

27/06/2018 16h51

Na Copa do Mundo em que favoritos sofrem, o Brasil conseguiu sua primeira atuação convincente nesta quarta-feira (27). No Spartak Stadium, passou com autoridade sobre a Sérvia por 2 a 0, gols de Paulinho e Thiago Silva, mas de novo com o mesmo protagonista. Philippe Coutinho acertou linda assistência, correu muito e comandou a vitória – que também teve Neymar em destaque.

- Assista aos gols de Brasil 2 x 0 Sérvia
- Brasil pega o México às 11h de segunda; veja tabela das oitavas
- Marcelo se lesiona e deixa campo chorando no primeiro tempo
- Alemanha foi eliminada sob tensão e com jogadores se xingando

Mais calmo, com uma movimentação grande pelo campo e menos individualista, o camisa 10 do Brasil cumpriu o roteiro de evolução dentro da Copa do Mundo. Não encontrou o gol, mas conseguiu sua primeira assistência na Rússia.

A Itália não veio, a Alemanha ficou na primeira fase, a Espanha só venceu uma vez e a Argentina suou sangue para passar. E o Brasil, com 7 pontos conquistados, segue como líder do Grupo E para as oitavas de final em Samara - vai encarar o México, no próximo dia 2 de julho. A  Sérvia, derrotada pelo segundo jogo seguido, volta para casa na primeira fase.

O melhor: Coutinho

Maddie Meyer/Getty Images
Imagem: Maddie Meyer/Getty Images

Entre os melhores da primeira fase do Mundial, também foi o melhor em campo pelo Brasil mais uma vez. O camisa 11 chamou a responsabilidade, correu muito, mas muito mesmo, e ainda tirou da cartola sua “magia” característica. Um passe lindo, por elevação, para Paulinho abrir o placar e tranquilizar a vida brasileira no Grupo E.

O pior: Willian

Rebecca Blackwell/AP
Imagem: Rebecca Blackwell/AP

O momento do ponta direita do Brasil realmente não é bom. Apesar da dose de confiança que Tite e sua comissão técnica deram a ele, a apresentação do jogador ficou de novo abaixo da crítica. Passes e cruzamentos errados não deram sequência aos ataques pelo lado dele.

A partida acaba aos 9 minutos para Marcelo

Stuart Franklin - FIFA
Imagem: Stuart Franklin - FIFA

O lateral esquerdo titular se somou à lista de problemas físicos na seleção de Tite. Com somente 9 minutos, em uma tentativa de arrancada, Marcelo teve um “espasmo na coluna”, segundo informou a CBF. Sem condições de seguir, deu lugar a Filipe Luís, o segundo lateral reserva a jogar na Rússia. Incomodado, o jogador do Real precisou ir ao vestiário e não conseguiu seguir no banco. Filipe, por sua vez, estreou com uma atuação bastante convincente.

Neymar joga mais leve, se destaca e mostra evolução

Maddie Meyer/Getty Images
Imagem: Maddie Meyer/Getty Images

Faltou o gol de Neymar para o roteiro perfeito, mas a notícia boa para o Brasil é que o camisa 10 jogou realmente bem e pareceu mais leve dentro de campo. Acertou bons passes no primeiro tempo, foi o homem dos contragolpes no segundo, deu assistência para Thiago Silva e não teve repentes de individualismo. Neymar sai fortalecido para as oitavas de final, quando a comissão técnica aposta que ele terá 100% de condições físicas.

Sérvia aposta em defesa mais rápida para pegar o Brasil...

Reservas nos dois primeiros jogos do Mundial, o lateral direito Rukavina e o jovem zagueiro Veljkovic foram alternativas do treinador Mladen Krstajic para ter uma defesa mais rápida contra o ataque do Brasil. Outra mudança importante foi o recuo da sensação Milinkovic-Savic, meia nos primeiros jogos, mas volante contra os brasileiros.

...que aproveita bem os espaços com infiltrações

Contra uma linha de defesa que tentava jogar mais adiantada, o Brasil encontrou o cenário ideal para jogar. Se Suíça ou Costa Rica apresentaram uma proposta de linhas mais recuadas, os sérvios permitiram espaços para infiltrações. Foi assim que Gabriel Jesus, em duas situações, avançou em profundidade e teve a oportunidade de marcar no primeiro tempo.

E enfim sai o primeiro gol de Paulinho em Copas

Antonio Calanni/AP
Imagem: Antonio Calanni/AP

Aos 35min da etapa inicial, Philippe Coutinho achou um passe de muita felicidade entre os defensores sérvios em uma cavadinha perfeita para Paulinho. O volante venceu Matic na corrida, deixou a bola quicar no chão e com a pontinha da chuteira superou Stojkovic. Foi o primeiro gol dele em Mundiais, o oitavo sob o comando de Tite e o 13º com a camisa da seleção.

Com três pendurados, Brasil avança sem nenhuma suspensão

Se por um lado chega às oitavas de final com problemas físicos, por outro o Brasil não tem nenhuma suspensão para o próximo jogo. Casemiro, o primeiro pendurado, foi um dos melhores em campo com uma marcação sempre limpa. Neymar e Coutinho, que receberam amarelos por reclamação no confronto anterior, também não deram bobeira e saíram ilesos do Spartak Stadium.

Sérvia pressiona muito. Brasil se segura e Thiago Silva salva atrás

O Brasil voltou mais recuado do intervalo e por pouco não sofreu o empate como a Suíça havia marcado. Os sérvios pressionaram muito, e o Brasil pela primeira vez no Mundial teve uma pressão sobre sua área. Foram quatro ataques seguidos: Savic chutou de fora, Mitrovic acertou cabeçada, Alisson deixou a meta em outro lance para cortar e depois, de novo Mitrovic, na melhor chance: cruzamento, o centroavante viu a bola sobrar livre na área, mas sua finalização parou no joelho de Thiago Silva. 

Não só na defesa: Thiago volta a marcar em Moscou e dá alívio ao Brasil

Michael Steele/Getty Images
Imagem: Michael Steele/Getty Images

Tite percebeu a dificuldade e colocou Fernandinho, mais descansado, para uma dupla de volantes efetivamente para proteger a área. O Brasil começou a controlar o jogo e deu seu golpe fatal aos 22min: Neymar cobrou escanteio e Thiago Silva subiu bonito na pequena área para marcar 2 a 0. Ele já havia anotado também em Moscou, em março, contra a Rússia. Um gol especial para quem teve problema de saúde grave quando jogava na capital russa.

Sai, zica. Brasil melhora média contra europeus

Nos últimos sete jogos contra seleções europeias em Copas do Mundo, o Brasil só tinha uma vitória [contra a Croácia, em 2014] contra dois empates e quatro derrotas. A média melhorou nesta quarta-feira com o triunfo contra os sérvios.

Daniel Alves visita a seleção antes da partida

Lucas Figueiredo/CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Os jogadores da seleção contaram com um incentivo extra antes da partida. De fora da Copa por causa de uma lesão no joelho, Daniel Alves visitou a concentração brasileira para conversar com os companheiros. “Eu precisava trocar essa boa 'vibe' com eles. Espero que seja um grande dia para a gente. Para mim vai ser especial”, disse o lateral ao site da CBF. Ele acompanhou a partida das arquibancadas.

FICHA TÉCNICA

Sérvia 0 x 2 Brasil

Local: Spartak Stadium, em Moscou (Rússia)
Data: 27/06/2018
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)
Assistentes: Reza Sokhandan e Mohammadreza Mansouri (ambos do Irã)
Gols: Paulinho (35’/1ºT) e Thiago Silva (22’/2ºT), para o Brasil
Cartões amarelos: Ljajic, Matic, Mitrovic (Sérvia)

Sérvia: Stojkovic; Rukavina, Milenkovic, Veljkovic, Kolarov; Matic, Milinkovic-Savic, Tadic, Ljajic (Zivkovic), Kostic (Radonjic); Mitrovic (Jovic). Técnico: Mladen Krstajic.

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda, Marcelo (Filipe Luís); Casemiro, Paulinho (Fernandinho) e Philippe Coutinho (Renato Augusto); Willian, Gabriel Jesus e Neymar. Técnico: Tite.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo