Topo

México

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Osório detona Neymar e arbitragem: "Futebol é esporte de homens"

Do UOL, em São Paulo

02/07/2018 13h10

Juan Carlos Osorio não aceitou bem a derrota do México por 2 a 0 para o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo. Ainda no gramado da Arena Samara, o treinador da equipe derrotada detonou Neymar, que recebeu um pisão sem bola de Layun, quando estava fora do gramado, na segunda etapa - o mexicano não recebeu nem o cartão amarelo. O técnico também criticou a arbitragem do italiano Gianluca Rocchi nesta segunda-feira (2), e falou em favorecimento ao Brasil.

Neymar reclama de pisão e provoca o México: "Falaram demais e foram embora"
Após pisão em Neymar, mexicano tem Instagram invadido por brasileiros
Brasil x México tem confusão entre torcedores nas arquibancadas em Samara

"É um péssimo exemplo para o mundo do futebol e para todas as crianças que estão acompanhando. Futebol é um esporte forte, esporte de homens. E não deveria perder tanto tempo assim com um jogador só. Foram quatro minutos", disparou.

O comandante mexicano também disparou contra arbitragem, e não mediu palavras para falar em favorecimento ao Brasil.

"Acho que a arbitragem favoreceu totalmente o Brasil. Os atacantes sempre buscaram a falta, ele sempre marcou e protegeu mais o Brasil", disparou.

Mesmo assim, o técnico fez questão de parabenizar a coragem dos jogadores do México pela partida contra o Brasil. "A partida foi muito parelha, acho que o México de forma parelha com o Brasil. Chegamos, mas não tivemos a eficácia no último terço de campo. Me parece que o México começou bem, mas creio que terminou bem nossas conclusões a gol. Quando se enfrenta uma equipe como esta, nos dispomos a sofrer qualquer tipo de jogadas", lamentou.

Questionado sobre sua permanência na seleção, o treinador disse que isso ainda não foi decidido. "Acho que o importante agora é tomar as decisões com calma, fazer uma análise meticulosa, vermos os detalhes. Os chefes tomarão as decisões deles e a gente as nossas".

Mais México