De C. Ronaldo a Borja: não foi só Rooney que recusou proposta da China

Do UOL, em São Paulo

A quinta-feira (23) foi um dia decisivo para Wayne Rooney. O inglês divulgou um comunicado para anunciar que permanecerá no Manchester United, pelo menos até o fim da temporada. O atacante foi especulado na China, para receber um salário de 35 milhões de euros (R$ 135 milhões) por ano, mas recusou.

Apesar das ofertas astronômicas vindas da Ásia, Rooney não foi o único jogador a deixar o dinheiro de lado e recusar se transferir para a China. Na atual janela de transferências, nomes como Cristiano Ronaldo e Miguel Borja, novo reforço do Palmeiras, falaram "não" para os chineses.

Confira alguns jogadores que preferiram não se transferir para a China:

Cristiano Ronaldo

Steven Governo/AP

Melhor jogador do mundo em 2016, Cristiano Ronaldo recusou uma proposta de salário de 85 milhões de libras (R$ 340 milhões) ao ano para jogar na China. A negativa do português foi informada pelo seu empresário, Jorge Mendes. "O Real Madrid é a vida dele e Cristiano Ronaldo está feliz lá. É impossível ele ir para a China".

James Rodriguez

AFP / GERARD JULIEN

Companheiro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, James Rodriguez foi mais um a dizer "não" para a China. De acordo com o jornal "AS", o colombiano recusou uma oferta de 30 milhões de euros (R$ 101 milhões) por temporada. O clube, na ocasião, seria o Hebei Fortune, time de Hernanes e Aloísio, ex-São Paulo.

Miguel Borja

Cesar Greco/Fotoarena

Na missão para contratar Miguel Borja, o Palmeiras precisou travar um duelo com um clube da China. O jogador do Atlético Nacional chegou a receber uma proposta de US$ 25 milhões (R$ 78 milhões) para se transferir para a Ásia. O atacante, porém, acabou optando por vestir a camisa do alviverde paulista.

Colin Kazim-Richards

Ale Cabral/AGIF/Estadão Conteúdo

Um dos xodós da torcida do Corinthians, Colin Kazim-Richards afirmou ter rejeitado uma ofertada da China antes de acertar com o alvinegro paulista. Em entrevista coletiva quando foi apresentado, o turco disse que preferiu o time brasileiro. "Eu tive proposta da China, Dubai, mas quero aqui. Tenho paixão, coração, tenho tudo para jogar aqui".

Falcao García

AFP PHOTO / JEAN CHRISTOPHE

Talvez Falcao García tenha sido o jogador a mais receber propostas da China. Em entrevista ao "L'Équipe", o atacante do Monaco disse ter rejeitado três ofertas chinesas. "Eu sinto algo no meu corpo, que é importante para minha carreira e para a equipe eu estar aqui", afirmou.

Carlos Bacca

Xinhua/Imago/Zumapress

No mesmo dia que Rooney recusou a China, Carlos Bacca, do Milan, fez o mesmo. O colombiano disse "não" para uma oferta do Tianjin Quanjian, ex-time de Jadson e Luis Fabiano. "É preciso recusar com a cabeça erguida e mantendo os pés no chão. O dinheiro não é tudo", afirmou.

Lucas Alario

Xinhua/Alfredo Luna/TELAM

Destaque do River Plate, Lucas Alario disse "não" para uma oferta de 18 milhões de euros (R$ 58,4 milhões). O valor seria referente a 60% dos direitos do atacante. "Ontem (dia do "não") foi muito importante porque era a decisão da minha vida", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos