Em súmula, árbitro ignora lance de pênalti anulado em Santos x Flamengo

Do UOL, em São Paulo

Motivo de revolta dos jogadores santistas, o lance em que o árbitro Leandro Pedro Vuaden voltou atrás em um pênalti marcado a favor do Santos contra o Flamengo, em jogo pela Copa do Brasil na noite da última quarta-feira, não foi citado na súmula apresentada pela arbitragem à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

No documento publicado nesta madrugada no site da entidade, não há referências ao que aconteceu aos 40 minutos do primeiro tempo. "Não houve nada de anormal", escreveu em observações eventuais.

A polêmica teve início quando, com a partida empata por 1 a 1, Bruno Henrique caiu na área após um choque com Réver. O árbitro Leandro Pedro Vuaden marcou pênalti, mas mudou de ideia depois de uma conversa com o quarto árbitro. O Flamengo acabou classificado perdendo por 4 a 2 - o 5 a 2 classificava o Santos.

A decisão inicial de Vuaden foi tomada após um contra-ataque santista, no qual Bruno Henrique se infiltrou pela ponta esquerda e aparentou ter sido derrubado por Réver dentro da área - o zagueiro flamenguista atingiu a bola antes do contato. Os jogadores do Flamengo se amontoaram no entorno do árbitro após a marcação da penalidade. Vuaden, no entanto, se deslocou à lateral esquerda para conversar com o quarto árbitro sobre o lance e só então mudou de ideia, para revolta dos santistas.

Após o duelo, o zagueiro David Braz foi o mais enfático na reclamação. "Faltou o árbitro colocar a camisa do Flamengo. Se foi pênalti ou não, ele viu o apito da televisão, ele foi avisado. É permitido? Não é. Esse gol podia ter sido um gol importante, poderíamos ter crescido na partida e ter ganhado. O quarto árbitro atrapalhou, alguém de fora que falou pra ele, pegou informação de fora. Todo mundo viu. O quarto árbitro estava muito longe, não vem querer enganar, não", disse o jogador.

Já no Flamengo, os jogadores elogiaram a postura do árbitro em voltar atrás na decisão. "O juiz tomou a decisão certa", afirmou o meia Diego na saída para os vestiários. Réver reforçou o discurso do colega: "Primeiro marcou um pênalti que estava muito longe. O quarto árbitro viu que pegaram só a bola e voltaram o lance."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos