Renê Jr e agentes vão receber R$ 5 milhões em luvas do Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Renê Júnior deixou Bahia ao termino de contrato no Brasileirão

    Renê Júnior deixou Bahia ao termino de contrato no Brasileirão

Além das comissões repassadas aos empresários de Jô pela venda ao futebol japonês, outra movimentação recente do Corinthians no mercado de transferências chama a atenção. A aquisição do volante Renê Júnior, 28 anos e livre contratualmente depois de deixar o Bahia em dezembro, custou R$ 5 milhões aos cofres do clube apenas em luvas ao jogador e seus representantes da Elenko Sports, liderada pelo ex-conselheiro corintiano Fernando Garcia.  

Embora seja comum para muitos torcedores imaginar que jogadores sem contrato chegam gratuitamente aos clubes, o pagamento de luvas para os mais cobiçados é comum. Não foi o caso, porém, de outro atleta adquirido em situação idêntica pelo Corinthians. Junior Dutra, 29 anos, assinou por dois anos, e para evitar problemas judiciais o único pagamento acordado foi a um ex-agente do atacante, que receberá cerca de R$ 300 mil parcelados.

Gustavo Scarpa, que conseguiu livrar-se do contrato com o Fluminense na Justiça e assinou com o Palmeiras, receberá mais de R$ 23 milhões de luvas. O jogador, no entanto, é bem mais novo que Renê (23 anos) e interessava a diversas equipes, como São Paulo, Atlético-MG e o próprio Corinthians. 

Depois de deixar o Bahia com uma temporada positiva em 2017, ele ainda recebeu um reajuste salarial significativo em relação ao último clube. Se em Salvador, no ano passado, Renê Júnior tinha um salário de aproximadamente R$ 150 mil, no Corinthians os rendimentos do volante são de R$ 250 mil por três anos de contrato. Entre salários e encargos, o custo do reforço para compor o elenco de Fábio Carille supera, dessa maneira, R$ 10 milhões, além das luvas acordadas em mais R$ 5 milhões. 

A linha do tempo que envolveu a contratação de Renê Júnior, ainda conforme apuração do UOL, chamou a atenção de membros do departamento de futebol. Livre para deixar o Bahia desde a conclusão do Brasileiro em 3 de dezembro, quando já tinha acordo verbal com o Corinthians, Renê só assinou com o Corinthians na reapresentação, em 3 de janeiro. Neste momento, o diretor de futebol Flávio Adauto já havia deixado o departamento para participar da eleição. 

Em contato com a reportagem, Adauto se limitou a dizer que esperava ter apresentado Renê Júnior ainda no dia 7 de dezembro, mesma data em que Júnior Dutra, do Avaí, assinou o novo contrato com o Corinthians. O volante chegou a ter exames marcados pela direção do clube para a semana seguinte ao Brasileirão, quando já colocaria o vínculo no papel. O contrato só acabou assinado no dia 4 de janeiro. 

Agente de Renê está entre os mais influentes do clube

Responsável por gerir a carreira de Renê Júnior, o empresário Fernando Garcia é aquele que possui o maior número de jogadores representados no Corinthians desde 2013, quando ganhou espaço com as chegadas do zagueiro Cléber e do lateral Uendel ao Parque São Jorge. Na temporada retrasada, Garcia chegou a ser agente de dez atletas do elenco corintiano. 

Irmão de Paulo Garcia, aspirante à presidência do Corinthians e maior doador da campanha de Andrés Sanchez a deputado federal, Fernando teve sucesso ao fazer apostas nos jovens Matheus Pereira e, principalmente, Guilherme Arana e Malcom, negociados para o futebol europeu por valores importantes. Garcia e parceiros comerciais tinham, respectivamente, 95% de Matheus, 60% de Arana e 70% de Malcom no ato de suas vendas à Europa. Ele ainda é dono de 80% do goleiro Walter, entre outros negócios. 

No atual grupo de atletas corintianos, a Elenko Sports tem vínculo com Renê Júnior e ainda seis jogadores - Caíque, Walter, Guilherme Romão, Vílson, Carlinhos e Lucca, além de uma participação na procuração do volante Maycon. 

Corinthians se pronuncia após publicação

A reportagem do UOL Esporte perguntou por meio de assessoria de imprensa ao presidente Roberto de Andrade, na última sexta-feira (19), a respeito dos valores que envolveram a contratação de Renê Júnior. O mandatário corintiano, que deixará o cargo no dia 3 de fevereiro, não respondeu as perguntas. 

Posteriormente à publicação, por meio de assessoria de imprensa, o Corinthians confirmou o acordo para pagamento de luvas em R$ 5 milhões a Renê Júnior. Por outro lado, o clube alega que os valores serão parcelados ao longo do contrato, sem adiantamentos à vista. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos