Aprovação em reunião empolga Palmeiras por grama sintética no Allianz

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo

  • Danilo Lavieri/UOL

O Palmeiras voltou a cogitar a implementação da grama sintética no Allianz Parque. O clube paulista retomou contato com o Atlético-PR tão logo o tipo de gramado foi aprovado no conselho técnico do Campeão Brasileiro. A Arena da Baixada, estádio do time paranaense, já faz uso do gramado sintético.

"Já tínhamos conversado por alto com o Palmeiras e agora eles devem retomar isso com calma. Não é só questão econômica, mas também porque é um estádio que tem muitos shows. O gramado sintético ajuda nessa questão (shows e jogos) e quem tem gramado natural acaba prejudicado", afirmou Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR.

O Palmeiras já cogitava implementar a grama sintética no ano passado. Um veto da Conmebol, contudo, desanimou o clube paulista. Agora, uma visita técnica à Arena da Baixada já está sendo planejada.

A quantidade de partidas de futebol e shows fizeram com que o gramado do Allianz Parque convivesse com críticas nos últimos anos. A WTorre, responsável pela administração do estádio, chegou a substituir o gramado após alguns shows

Ao menos por enquanto, o Palmeiras diz que apenas conheceu o sistema de grama sintético, mas que não tem a intenção de promover tal troca. O clube ainda explica que a administração do gramado e uma eventual troca precisaria ser feita pela construtora. Recentemente, a WTorre seguiu caminho oposto à sintética ao plantar cinco gramados naturais em um sítio no interior de São Paulo, o que facilita trocas "relâmpagos".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos