Saída de Autuori expõe fragilidade política no Fluminense e enfraquece Abad

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon/Fluminense

    Abad perde liderança importante no futebol com a saída de Autuori

    Abad perde liderança importante no futebol com a saída de Autuori

O pedido de demissão de Paulo Autuori do cargo de diretor esportivo do Fluminense expõe uma fragilidade que vai muito além das quatro linhas nas Laranjeiras.

Apesar de a perda sugerir apenas um decréscimo na parte esportiva, a saída do dirigente expõe ainda mais o racha político que faz estremecer o clube e deixa o presidente Pedro Abad ainda mais enfraquecido e isolado em um momento delicado no cotidiano tricolor. Com a mais recente baixa, o cartola perde uma peça-chave na missão de tocar o dia a dia do futebol.

Ainda que Autuori esteja convivendo com um problema de ordem pessoal que tenha acelerado a sua passagem pelo Tricolor, seu adeus também foi muito motivado pelo caos interno do Flu. Guerra política, atrasos salariais, debandada de cinco vice-presidentes, saída do CEO Marcus Vinícius Freire, e a absoluta falta de perspectivas para a implementação de projetos foram decisivos para a decisão.

Na vice-liderança do Brasileiro, o Flu vive dias de paz dentro de campo, mas o ambiente hostil das Laranjeiras teima em rondar o centro de treinamento. Sem o diretor, o grande responsável por frear as tentativas de interferência de diretores amadores, a dificuldade para blindar o grupo dos problemas externos será maior.

LUCAS MERÇON/FLUMINENSE F.C.
Abel e Autuori blindaram o grupo de problemas extracampo

Sem a presença de seu escudeiro, Abel Braga lamenta a perda e espera que a lacuna seja preenchida. Alvo número 1 do Fluminense, Rodrigo Caetano fechou com o Internacional, e o Flu vai ao mercado buscar uma reposição. Diretor esportivo das categorias de base do Flu, Marcelo Teixeira já sinalizou que não pretende sair de onde está.

O fim da linha de Autuori já vinha sendo amadurecido há tempos, e nem um esforço conjunto da cúpula do clube foi capaz de demovê-lo da ideia. No comunicado de saída, o tom foi de elogios entre as partes Por meio de nota oficial divulgada pela assessoria de imprensa do Tricolor, ele agradeceu a chance:

"Foi uma honra ter a oportunidade de fazer parte dessa instituição histórica e vitoriosa. Desejo sucesso ao clube nos próximos passos daqui em diante".

O presidente Pedro Abad destacou "todas contribuições que trouxe neste período e a conduta sempre transparente e íntegra enquanto esteve à frente do carro-chefe do clube".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos