Topo

Futebol


São Paulo aprova orçamento para 2019, com receita de mais de R$ 470 milhões

Marcello Zambrana/AGIF
O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2018-12-20T21:12:01

20/12/2018 21h12

O São Paulo aprovou a sua previsão orçamentária para 2019. Nesta quinta-feira (20), no Morumbi, os integrantes do Conselho Deliberativo deram parecer favorável à peça. A obra apresentada pelo clube tem uma receita de R$ 471 milhões, com despesas de R$ 470 milhões e, consequentemente, superávit de R$ 1 milhão.

Como havia publicado o UOL Esporte, o Tricolor paulista espera receber cerca de R$ 120 milhões com saídas de atletas. Não por acaso, o São Paulo é conhecido como um dos melhores negociadores do Brasil. Nos últimos cinco anos, o clube arrecadou aproximadamente R$ 600 milhões com transferências - sendo a média por temporada de R$ 120 milhões.

Para 2018, o Tricolor paulista apresentou o orçamento com a previsão de receber cerca de R$ 90 milhões com transferências e superou, em muito, tal número. O clube conseguiu atingir mais de R$ 126 milhões. Entre os jogadores que deixaram o time, estão Lucas Pratto (para o River Plate-ARG por R$ 44,5 milhões, valor com as porcentagens do Atlético-MG e de terceiros); Buffarini (para o Boca Juniors-ARG por R$ 1,5 milhão); Petros (para o Al Nassr, por R$ 22,1 milhões); Marquinhos Cipriano (para o Shakhtar Donetsk, por R$ 4,5 milhões), Cueva (para o Krasnodar, da Rússia, por R$ 36 milhões) e Militão (para o Porto, por R$ 17,5 milhões). 

Tais valores ainda podem aumentar caso alguns destes jogadores alcancem metas estipuladas em contrato. Vale ressaltar também que o São Paulo ainda tem direito a receber percentual de vendas futuras de parte destes atletas. De qualquer maneira, o Tricolor reconhece que o modelo atual não é o ideal e espera ter a dívida zerada até o fim do ano que vem para alterar esse panorama e reduzir a dependência das vendas para regularizar as contas. 

Por outro lado, o Tricolor paulista espera investir no mercado da bola cerca de R$ 50 milhões para reforçar a equipe. Na última quarta-feira (19), o time anunciou a contratação do atacante Pablo por R$ 26,5 milhões, valor que será parcelado nos próximos três anos.

Além do atacante, o São Paulo também contratou os laterais Léo Pelé e Igor Vinícius. O clube ainda abriu negociação com o lateral direito, Victor Ferraz, do Santos

Mais Futebol