Topo

Futebol


Goleiro do Flamengo e seleção brasileira é primeira vítima identificada

Felipe Pereira e Vinicius Castro

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

2019-02-08T10:05:53

2019-02-08T13:19:51

08/02/2019 10h05Atualizada em 08/02/2019 13h19

O goleiro Christian Esmerio Candido, 15 anos, é a primeira vítima com identidade conhecida do incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, nesta sexta-feira. Familiares foram comunicados e convocados ao CT tão logo o clube teve a confirmação. O UOL Esporte ainda confirmou a informação com pessoas ligadas à base do clube. No Instagram dele, os amigos já estão escreviam "descanse em paz".

Vinicius Castro/UOL
De camisa listrada branca e azul (de costas), pai do goleiro Christian chora abraçado a outros familiares na entrada do Centro de Treinamento Ninho do Urubu Imagem: Vinicius Castro/UOL

Um dos primeiros a chegar ao Ninho do Urubu, o pai de Christian chorava bastante e era abraçado por outros familiares.

O jovem foi convocado para a seleção brasileira algumas vezes e este era um dos orgulhos de sua carreira. Em cada ocasião, ele colocava prints em suas redes sociais com a lista dos chamados. Facebook e Instagram eram repletos de fotos na Granja Comary, local de treinamento da seleção que fica em Teresópolis.

Em entrevista à ESPN, o técnico da seleção brasileira sub-17, Dudu, lamentou o ocorrido e que a convivência acaba transformando os jogadores em membros da família. Ele chegou a convocar Christian para um período de treinos.

"Atleta excelente, muito potencial, muita projeção. Um menino muito bom, alegre, brincalhão. É como o Djalma (Djalminha, comentarista da ESPN e ex-jogador do Flamengo) falou, a gente sente como a perda de um companheiro, de um familiar, um ente. Porque a gente se envolve, cria vínculo, laços afetivos. O futebol tem isso da intensidade", disse.

Uma das imagens, feita em 11 de dezembro do ano passado, era com o treinador da seleção brasileira Tite. O jovem era considerado um dos nomes mais promissores do sub-15.

Leia também:

O incêndio começou por volta das 5h20 no centro de treinamento do Flamengo. O local fica na zona Oeste do Rio de Janeiro. Até o momento, foram confirmadas 10 vítimas - 6 eram jogadores da base e 4 funcionários do clube. Os jogadores tinham entre 14 e 17 anos. Há ainda três pessoas internadas.

Reprodução Instagram
Imagem: Reprodução Instagram

A primeira vítima sempre mencionava Deus em seus post e creditava a proteção divina o sucesso que estava experimentando. O goleiro tem fotos na Igreja da Restituição Ministério. A mãe também era lembrada nas redes sociais.

Em 6 de janeiro do último ano Christian escreveu um textão no Facebook com uma longa declaração de amor. Ela era chamada de rainha e o goleiro ressaltava o quanto se sentia abençoado por ser filho dela. A última linha do texto resumia o que o garoto sentia.

"Obrigado meu Deus por me permitir ser o filho desta Mãe maravilhosa, que me ensinou o que é o amor!"

O jovem também tinha a solidariedade por outros goleiros. Ele colocou uma foto do goleiro Karius, do Liverpool, que falhou na última edição da final da Liga dos Campeões.

O garoto ainda relatava passagens inusitadas de seu cotidiano. Em fevereiro publicou no Facebook que um ladrão entrou em sua casa e furtou várias coisas. Mas o criminoso esqueceu o celular em cima da mesa e permitiu a identificação. Christian deu 24 horas para tudo ser devolvido.

Mais Futebol