Topo

Palmeiras

Deyverson sofre lesão na coxa e desfalca Palmeiras por até três semanas

Daniel Vorley/AGIF
Após cumprir seis rodadas de suspensão, Deyverson volta a ficar longe dos gramados por problemas físicos Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Do UOL, em São Paulo

2019-03-19T16:43:18

19/03/2019 16h43

Após sofrer uma pancada no treino de ontem, Devyerson foi diagnosticado hoje com uma lesão no músculo posterior da coxa direita e por isso desfalca o Palmeiras entre duas e três semanas. Ele era esperado no time titular na partida contra a Ponte Preta, amanhã, mas agora corre riscos de perder mais da metade do mata-mata do Campeonato Paulista.

O centroavante passou a sentir dores no local após levar a pior em uma divida durante o treino de ontem, na Academia de Futebol. Por conta da lesão, ele nem apareceu no gramado para a atividade de hoje. De acordo com a previsão inicial, Deyverson poderia voltar a jogar entre a primeira e a segunda semanas de abril, a depender de como evoluir sua fisioterapia.

Com base nas datas dos próximos jogos do Palmeiras, Deyverson é desfalque contra a Ponte Preta, amanhã; fica fora das quartas de final do Estadual, contra o Novorizontino; e pode ainda perder as semifinais, caso o Alviverde avance na competição. Ele ainda deve perder o confronto com o San Lorenzo (ARG), pela Copa Libertadores, no dia 2 de abril; mas é provável que já esteja à disposição de Felipão contra o Junior Barranquilla (COL), oito dias depois,

O jogo contra a Ponte marcaria o retorno de Deyverson ao Campeonato Paulista após uma suspensão do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo o tirar de seis rodadas por conta de uma cusparada em um adversário durante o clássico contra o Corinthians. Enquanto esteve suspenso no Estadual, Deyverson fez tratamento psicológico; negou a saída para um time chinês; e marcou um gol na vitória alviverde sobre o Melgar, na Libertadores, na semana passada.

Sem Deyverson, o treinador deve utilizar Ricardo Goulart ou Borja no comando de ataque da equipe que encara a Ponte no Allianz Parque, a partir das 21h30 (de Brasília) de amanhã. O colombiano está pendurado por cartões amarelos e, se jogar, será sob risco de perder o primeiro duelo das quartas de final; enquanto o plano original do camisa 11 seria ganhar descanso nesta última rodada da primeira fase do Estadual.

Siga o UOL Esporte no