Topo

Flamengo

Fla tem metas curtas, e sequência difícil será problema em caso de falha

Alexandre Vidal / Site oficial do Flamengo
Abel Braga e seus auxiliares durante um treinamento do Flamengo: objetivo claro nos bastidores Imagem: Alexandre Vidal / Site oficial do Flamengo

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-18T04:00:00

18/04/2019 04h00

O Flamengo vive a expectativa pelo título do Campeonato Carioca, mas inegavelmente tem na Copa Libertadores a obsessão da temporada. O duelo importantíssimo contra a LDU-EQU pode colocar o Rubro-negro antecipadamente nas oitavas de final. Para isso, o time precisa empatar, quarta-feira (24), na altitude de Quito. Antes, porém, tem a necessidade de confirmar a conquista do Estadual diante do rival Vasco, derrotado na primeira partida por 2 a 0.

As duas metas curtas são tratadas como um atalho para dias tranquilos no Ninho do Urubu. Sabe-se, porém, que a conquista do Campeonato Carioca em nada adiantará caso não venha acompanhada da vaga na Libertadores, a prioridade de comissão técnica e diretoria, conforme informou o blogueiro do UOL Mauro Cezar Pereira.

Internamente, o Flamengo pensa em alcançar os objetivos não apenas para ter alguns dias de tranquilidade, mas também com a ideia de evitar que uma sequência difícil se torne um problema em caso de falhas no meio do caminho.

Após a final do Campeonato Carioca e do duelo contra os equatorianos da LDU, o Rubro-negro terá pela frente uma sequência dura. O time estreia no Campeonato Brasileiro contra o Cruzeiro, no Maracanã. O jogo marca a despedida do zagueiro Juan. Depois, Internacional e São Paulo, ambos fora de casa.

Caso ainda seja necessário somar pontos na Libertadores para avançar às oitavas de final, o duelo decisivo está marcado para o dia 8 de maio, contra o Peñarol, no Uruguai. Serão jogos delicados no intervalo de apenas 12 dias. Logo, o departamento de futebol sabe que é prudente tentar resolver a situação o quanto antes.

Recém-chegado ao clube, o zagueiro Rodrigo Caio falou sobre o sentimento antes da final contra o Vasco e mostrou que o grupo pensa em conquistas, uma cobrança da torcida desde que o clube passou a investir ainda mais no futebol.

"Eu vim para ganhar. Esse era o meu grande objetivo. Cheguei em um clube gigantesco para buscar isso. Quero ser campeão. Encontrei um grupo unido, com sede de vitórias e títulos", encerrou.

Siga o UOL Esporte no