Topo

Futebol


Palmeiras vence Atlético-MG no Mineirão com dois golaços de Bruno Henrique

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-05-12T17:53:16

12/05/2019 17h53

Com dois belos gols de Bruno Henrique - ambos de fora da área -, o Palmeiras foi ao Mineirão, na tarde de hoje, e venceu o Atlético-MG por 2 a 0, em jogo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time alviverde se torna líder do torneio nacional, com 10 pontos conquistados após a vitória fora de casa diante do Galo. Os mineiros, por outro lado, ocupam a segunda posição, com nove.

Quem foi bem: Bruno Henrique marca duas vezes

Bruno Henrique estufou as redes do Atlético em duas oportunidades no Mineirão. Depois de uma temporada cheia de gols em 2018, o volante tinha apenas um gol na temporada. Ele só havia marcado na goleada sobre o Fortaleza, pela primeira rodada do Brasileirão. O meio-campista atuou com liberdade e foi peça importante no triunfo da equipe de Scolari.

Quem foi mal: Ricardo Oliveira sai vaiado

Ricardo Oliveira não é mais unanimidade na torcida do Atlético. O centroavante, que marcou 13 gols na temporada, foi muito vaiado ao deixar o campo para a entrada de Alerrandro. O jogador participou muito pouco do setor ofensivo. Ele quase não criou oportunidades e pouco finalizou contra a meta de Weverton.

Marcos Rocha volta ao Mineirão e é perseguido por torcida

O reencontro de Marcos Rocha com a torcida do Atlético-MG não foi como ele imaginava. O lateral direito, que chegou a falar sobre o sonho de jogar contra o clube que o revelou, foi bastante vaiado pelos torcedores que compareceram ao Mineirão desde o início do jogo. O atleta deixou a Cidade do Galo em janeiro de 2018 por empréstimo. Na ocasião, a torcida reprovou a sua ida para a Academia de Futebol.

Atlético-MG abusa do lado direito, mas falha na pontaria

O Atlético contou com a velocidade de Geuvânio pelo lado direito do ataque para levar perigo ao gol do Palmeiras. Em jogadas iniciadas pelo atacante, a equipe comandada pelo interino Rodrigo Santana por pouco não marcou. O próprio camisa 49 deu um belo chute rasteiro, defendido por Weverton, no primeiro tempo e depois vacilou após passe de Elias no mesmo setor. O volante e Guga também contribuíram neste setor do gramado.

Palmeiras aposta em contra-ataques, e Bruno Henrique brilha

O Palmeiras apostou em contra-ataques para chegar à meta do Atlético. A equipe comandada por Luiz Felipe Scolari contou com a qualidade de Zé Rafael, Dudu e Bruno Henrique para levar perigo à meta adversária. O trio comandou a criação de jogadas da equipe alviverde. Foi com dois belos chutes do volante que o time visitante obteve a vitória no Mineirão. Ele acertou o pé em duas oportunidades para estufar as redes de Victor.

Cronologia do jogo

O Palmeiras abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. Bruno Henrique recebeu na entrada da área e acertou o ângulo esquerdo de Victor com um belo chute. O segundo gol veio aos sete da etapa final. O volante foi acionado por Dudu na entrada da área e bateu colocado, novamente no canto esquerdo de Victor.

Guga e Fábio Santos também sofrem com vaias

Os dois laterais do Atlético sofreram com críticas da torcida que compareceu ao Mineirão. Guga e Fábio Santos foram hostilizados na etapa final por conta da atuação contra o Palmeiras. O lateral direito cometeu alguns erros na criação de jogadas. Já o lateral esquerdo passou a sofrer por conta do segundo gol dos visitantes. Na ocasião, a jogada foi tramada em seu setor por Dudu.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 2 PALMEIRAS

Motivo: 4ª rodada do Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de maio de 2019, domingo
Hora: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartão amarelo: Nathan (Atlético-MG); Raphael Veiga, Diogo Barbosa e Felipe Melo (Palmeiras)
Gols: Bruno Henrique - 43'/1ºT (0-1); Bruno Henrique - 7'/2ºT (0-2)

ATLÉTICO-MG
Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson (Nathan), Elias, Luan e Chará; Geuvânio (Vinicius Goes) e Ricardo Oliveira (Alerrandro).
Técnico: Rodrigo Santana

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Zé Rafael (Hyoran), Raphael Veiga (Moisés) e Dudu (Felipe Pires); Deyverson.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Mais Futebol