Topo

Brasileirão - 2019


Bahia perde chance de assumir vice-liderança e empata com Ceará no Castelão

Do UOL, em São Paulo

2019-06-08T21:25:36

08/06/2019 21h25

No reencontro do técnico Enderson Moreira com seu antigo clube, Ceará e Bahia não saíram do empate em 0 a 0 no gramado escorregadio do Castelão, em duelo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O primeiro tempo foi morno, com poucas chances para os dois lados, e após o intervalo, foi a vez dos goleiros Douglas e Diogo Silva brilharem para garantirem a igualdade no placar.

Com o resultado, o Bahia perdeu a chance de assumir a vice-liderança. O time tinha 13 pontos e poderia superar o Atlético-MG, 15 pontos, que joga amanhã contra o Santos, às 19h. Com o empate, ficou com 14. O Ceará se manteve em 11º, com dez pontos conquistados.

O próximo compromisso do time de Fortaleza antes da pausa para a Copa América será na quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o Vasco em São Januário. Já o Bahia visitará o Internacional, quarta, no Beira-Rio.

Quem foi bem: Diogo Silva e Douglas

Em um jogo com poucas chances dos dois lados, quem se destacou, principalmente no segundo tempo, foram os goleiros Diogo Silva e Douglas Friedrich, que travaram as investidas mais perigosas, principalmente de Thiago Galhardo e Arthur Caíke.

Quem foi mal: Rick

Tentou fazer graça, com pedalada e elástico, mas furou feio em uma bola e perdeu praticamente todas as bolas que disputou com Moisés. Ainda deu deu muito espaço pelo seu lado do campo. Acabou substituído no início da segunda etapa.

Primeiro tempo de poucas emoções

A substituição de Élber, que sentiu dores, por Arthur Caíke foi o lance mais emocionante dos 30 primeiros minutos de jogo. O Bahia entrou em campo fechado na defesa, enquanto o Ceará buscava espaços para atacar, sem sucesso. Detalhe para o gramado do Castelão, que estava bem escorregadio e atrapalhou a construção das jogadas. O time de Fortaleza só levou perigo quando tentou arriscar de fora, primeiro com Carleto, depois com Samuel Xavier, mas o goleiro Douglas estava ligado no jogo.

Bahia responde com bola na trave

A resposta do Bahia veio no final do primeiro tempo, em cobrança de escanteio. Os lances foram parecidos: em cobranças de escanteio, Fernandão - que substituiu Gilberto e foi bem - escorou para Arthur Caíke, que primeiro mandou por cima do travessão e, depois, carimbou a trave.

Times voltam mais inspirados, mas falta pontaria

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Bahia já se mostrou mais ativo. Gregore puxou um contra-ataque com Fernandão, que mandou uma bomba de fora da área, para fora. Bergson devolveu a "gentileza" e mandou a bola seguinte pela linha de fundo.

Chega a vez dos goleiros

Aos dez minutos, Enderson sacou Rick para entrada de Leandro Carvalho e o Ceará passou a criar mais chances, mas Douglas foi muito bem contra as investidas de Galhardo. Do outro lado do campo, Arthur Caíke e Fernandão criavam as principais jogadas do Bahia, mas Diogo Silva também travou as investidas. Galhardo ainda teve mais uma chance ao receber uma bola nas costas de Moisés, mas não aproveitou.

"Vale tudo" na reta final

Nos minutos finais da partida, os times ensaiaram reações e tentaram imprimir mais velocidade na saída de bola. Ricardinho deu trabalho mais uma vez a Douglas, mas ficou por isso mesmo: só um ponto para cada lado.

Ataque do Ceará amplia jejum de gols

Não teve jeito: os atacantes do Ceará estão há cinco jogos sem balançar a rede. Embora Enderson tenha treinado a semana toda com portões fechados para surpreender seu antigo time, o Ceará não conseguiu vazar a defesa do Bahia. Lembrando que os últimos tentos do time foram marcados pelos meio-campistas Ricardinho e Thiago Galhardo. Assim, o Bahia também amplia a invencibilidade contra o adversário: não perde em jogos oficiais desde 2016.

Ricardo Bueno fica fora do banco

Artilheiro do Ceará na Série A com três gols, Ricardo Bueno não foi relacionado para a partida. Segundo a assessoria do clube, o motivo é que o jogador não entrou para não completar sete partidas pelo time na competição, o que o impediria de atuar por outro time e poderia atrapalhar uma possível transferência. Embora não haja propostas oficiais por ele, ser poupado foi um pedido do jogador. Por outro lado, o atacante Romário Rodrigues fez sua estreia com a camisa do Vovô.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 X 0 BAHIA

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 8 de junho de 2019 (sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira de Amaral, com o auxílio de Marcio Henrique de Gois (SP)
Gols: -
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Gregore, Ricardinho
Cartões vermelhos: -

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e Thiago Carleto; Fabinho, Ricardinho (Pedro Ken), Fernando Sobral e Thiago Galhardo; Rick (Leandro Carvalho) e Bergson (Romário Rodrigues). Técnico: Enderson Moreira

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton (Ramires) e Douglas; Artur, Fernandão (Rogério) e Élber (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado