Topo

Futebol


Richard pediu saída do Corinthians e Marquinho vê motivação extra no Vasco

Rafael Ribeiro / Site oficial do Vasco
Meia Marquinho e volante Richard são apresentados oficialmente pelo Vasco Imagem: Rafael Ribeiro / Site oficial do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-06-21T14:09:25

21/06/2019 14h09

O Vasco apresentou na tarde de hoje (21), em um hotel na Barra da Tijuca (RJ), os primeiros reforços da "era Vanderlei Luxemburgo": o meia Marquinho e o volante Richard, ambos com contrato até o fim desta temporada.

Richard, que chega por empréstimo do Corinthians, revelou ter pedido a liberação à diretoria do clube paulista por não estar obtendo oportunidades.

"É justamente por esse motivo (buscar sequência). Lá no Corinthians não tive muitas oportunidades. Queria deixar claro que eu que pedi para sair", ressaltou para depois complementar: "Não foi nem pelos retornos do Renê Júnior e do Gabriel, mas é que entre os volantes eu fui o único que não atuei entre os titulares. Cheguei a ser titular, mas num time reserva. Mas não guardou mágoas do Carille e sou muito grato".

Richard agradeceu ao técnico Vanderlei Luxemburgo, que aprovou sua contratação e fez questão que ele se transferisse para o Vasco:

"Queria agradecer ao professor Luxemburgo, que está me dando essa oportunidade. É por esse motivo que eu vim. Quero ter uma sequência de jogos, mais oportunidades, só que isso depende muito de mim. Se eu não estiver bem, não vai ter como ter sequência. Vim para respirar novos ares".

Conhecido do torcedor carioca por conta das passagens no Fluminense, Maquinho não pensa muito diferente. Depois de enfrentar uma lesão que o deixou um ano e oito meses longe dos gramados, ele foi destaque no "expressinho" do Athletico-PR no título paranaense do primeiro semestre e agora quer dar sequência ao seu processo evolutivo.

"Quero agradecer a recepção. Todo o tratamento que venho tendo aqui no Vasco. Obrigado pela oportunidade. Eu venho muito motivado. Passei por uma lesão muito grave. Sou um cara que nunca teve lesão, e aí tive essa no joelho. Foi algo que me desanimou bastante. Como vinha tendo muitas dores, não consegui desempenhar 100% no Fluminense nessa minha volta (2016/2017). O Atlhetico me abriu as portas para fazer a recuperação, fiz o Campeonato Paranaense com eles e deu tudo certo. Conseguimos um título estadual, voltei a fazer gols, partidas boas e ajudei um time jovem. Dificilmente eu me motivei tanto para um time como agora. Estou num momento diferente na carreira. Tanto dentro quanto fora", declarou.

Marquinho também explicou porque não continuou no Athletico-PR após o fim do contrato:

"O meu projeto lá no Atlhetico era fazer o Campeonato Paranaense para depois ver o que ia acontecer, mas o Tiago Nunes (treinador) já tinha feito o elenco dele e as contratações".

Marquinho revela que Castan estava morando em sua casa

Muito amigos desde os tempos de Roma (ITA), entre 2012 e 2013, Marquinho revelou que estava alugando sua residência fixa no Rio de Janeiro para Leandro Castan, zagueiro que está no Vasco desde o ano passado. Ele brincou com a situação:

"Estou expulsando da minha casa (risos). Se tiver casa para alugar, ele está procurando", brincou, para depois complementar: "Eu avisei para ele: 'estou indo, mas estou te expulsando (risos)".

Em seguida, falou sobre a amizade que construiu com o capitão vascaíno nos tempos de Itália:

"Criamos uma amizade muito forte. Era um grupo muito bacana. Gostávamos de ficar mais fora do clube do que dentro, porque o treinador não gostava muito de brasileiro (risos). Quando falei com ele que existia a possibilidade de eu ir para o Vasco, ele falou: 'por favor, venha. Ficar ao teu lado vai ser bacana. É um clima muito legal. Os funcionários são legais. Vai curtir bastante, é a sua cara".

Mais Futebol