Topo

Esporte


Colômbia coloca os "pés no chão" após virar sensação da Copa América

REUTERS/Ueslei Marcelino
Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-26T17:37:13

26/06/2019 17h37

A seleção colombiana surgiu como a grande sensação da Copa América de 2019. Dono de uma campanha de três vitórias nas três partidas da primeira fase, a equipe encara o Chile na sexta-feira, às 20h (de Brasília), na Arena Corinthians, e adotou uma narrativa contrária à extrema confiança colocada sobre o elenco. O discurso foi de humildade e "pés no chão".

Pelo menos essa foi a ideia passada pelo meio-campista Mateus Uribe e o zagueiro Davinson Sánchez. Ambos valorizaram o Chile e sentenciaram que o objetivo colombiano é ser protagonista, algo muito acima do que simplesmente a classificação para a fase de mata-mata.

"Todos sabemos que o Chile é campeão, temos que lembrar isso. Mas nós, simplesmente como equipe, tentamos ser protagonistas em todas as competições que vamos, sabemos a qualidade que temos. A primeira fase foi importante, mas não terá relevância se a gente não repetir agora o desempenho", declarou Sánchez, jogador do Tottenham.

Os nove pontos conquistados, incluindo três deles sobre a Argentina, elevaram o patamar da Colômbia na Copa América. A empolgação com o desempenho e os resultados, porém, é blindada no dia a dia de trabalho às vésperas do duelo decisivo contra os chilenos.

"Trabalhamos em todas as sessões de treinamentos para melhorar. Acabamos os três jogos e sabemos que não somos um time perfeito. Trabalhamos todos os dias para fortalecemos o que fizemos bem e corrigirmos o que não fizemos tão bem", afirmou o meio-campista Uribe.

"Estamos aqui para grandes coisas, mas temos os pés no chão e sabemos que não ganhamos nada. Teremos um time demasiado 'copero' pela frente. Vamos tentar e fazer de tudo para conseguirmos o resultado", completou Uribe.

A Colômbia terá pela frente um Chile acostumado a vencer nos últimos anos. Embora tenha ficado fora da Copa do Mundo de 2018 e chegue ao mata-mata com uma derrota para o Uruguai no currículo, o time chileno conquistou as duas últimas edições da competição organizada pela Conmebol.

Os colombianos encerram a preparação para o duelo de quartas de final amanhã (27), ainda sem horário e locais definidos. A princípio está programado o reconhecimento do gramado na Arena Corinthians.

Mais Esporte