Topo

Esporte


Vice do Inter diz que VAR foi acionado por Felipe Melo: "Uma vergonha"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

18/07/2019 01h13

O vice de futebol do Internacional reclamou do uso do VAR após a classificação do time à semifinal da Copa do Brasil. Depois de eliminar o Palmeiras nos pênaltis, Roberto Melo disse que o árbitro Rafael Traci consultou o sistema de imagens após pedido de Felipe Melo e definiu tudo como "uma vergonha".

"Eu poderia falar muitas coisas. Mas em respeito às pessoas que estão ouvindo, só vou falar que foi uma vergonha o que houve aqui hoje. O Palmeiras não tem culpa, nem precisa disso. É uma dificuldade enfrentar o Palmeiras, um grande clube, grande elenco, grande treinador. Mas eu estava vendo o lance (do gol anulado de Cuesta) na televisão e ninguém no Brasil sabe o que foi marcado. O Inter defende o VAR desde 2018. Mas do jeito que está, com as pessoas que escalam, que utilizam, que comandam a arbitragem, o VAR vai acabar, do jeito que está", reclamou.

Roberto Melo disse, ainda, que o árbitro só consultou o VAR por pedido de Felipe Melo, volante do Palmeiras.

"Hoje foi uma vergonha o que ele marcou. Quando o VAR foi aprovado, eu estava na reunião, e solicitei que os clubes tivessem acesso às gravações entre eles, ao que se diz na cabine. Até hoje não fomos atendidos. Eu tenho receio que hoje sequer a cabine tenha pedido para revisar o lance. Ficou muito claro que, para mim, quem mandou o juiz olhar as imagens foi o Felipe Melo. Ficou muito claro que foi ele que mandou o juiz olhar na cabine. E se realmente isso aconteceu, não tem mais sentido, estamos aqui fazendo papel de bobos", completou. "Não daria nem tempo para a cabine avisar. Ele só foi olhar o lance quando o Felipe Melo reclamou. Então ele saiu correndo para olhar", acrescentou.

Pelo regulamento de utilização do VAR, independente de qualquer pedido do volante palmeirense durante o jogo, todos os lances de gol são revisados pelo sistema de imagem.

O Internacional reclamou forte depois do jogo. Melo e o presidente Marcelo Medeiros foram xingando o árbitro até o corredor que dá acesso aos vestiários. Conduta respondida com ironia por ele em sua manifestação após a partida.

"Quem sabe talvez o juiz possa até mandar voltar o pênalti que o Lomba defendeu, anular o gol do Patrick, pode fazer alguma coisa ainda", ironizou Melo. "Não vi nenhuma agressão, principalmente. Não aconteceu isso. Evidente que os ânimos se exaltaram. Como eu falei, e falarei só isso, estava acontecendo uma vergonha e corremos sério risco, com todo esforço que tivemos, de não passar por causa disso", argumentou.

O Internacional avançou com vitória por 1 a 0, igualando o placar do jogo de ida, e superando o rival nos pênaltis. Agora terá pela frente o Cruzeiro na fase semifinal.

Mais Esporte