Topo

Palmeiras evita treino para tentar descansar jogadores após viagem tensa

Verdão usou titulares ontem contra o Cerará e tem pouco tempo para chegar pronto a jogo da Libertadores - Pedro Chaves/AGIF
Verdão usou titulares ontem contra o Cerará e tem pouco tempo para chegar pronto a jogo da Libertadores Imagem: Pedro Chaves/AGIF

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

21/07/2019 18h56

A longa e problemática viagem do Palmeiras para a Argentina fez com que o clube mudasse toda a programação para a abertura das oitavas de final da Copa Libertadores da América. A ideia de fretar um voo direto de Fortaleza para a cidade de Mendoza era dar mais tempo de treino ao time que joga às 21h30 de terça-feira contra o Godoy Cruz. Só que as tentativas frustradas de pousar em Mendoza, os momentos de tensão gerados por forte turbulência e a longa espera nos aeroportos de Rosário e Buenos Aires fizeram a comissão técnica cancelar qualquer atividade na tarde de hoje.

Quando ficou decidido que a delegação não poderia mais viajar hoje para Mendoza, os palmeirenses deixaram o aeroporto e se instalaram em um hotel na capital argentina. Um almoço foi organizado e, logo em seguida, os atletas foram liberados para descanso total. A maioria dos jogadores dormiu pouco durante o voo que saiu por volta da meia-noite de Fortaleza, horas depois da derrota por 2 a 0 para o Ceará, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Alguns ainda sofreram com enjoos e outros chegaram a vomitar durante os trechos de turbulência mais forte.

O Palmeiras vai passar a noite em Buenos Aires e está em contato com a GOL, companhia aérea que fretou o voo para o clube paulista, para saber quando será possível decolar para Mendoza amanhã. A ideia da comissão técnica é viajar o mais cedo possível para conseguir treinar na cidade da partida de terça. É preciso esperar que os fortes ventos que atingem a rota do voo tenham se dissipado.

Como os titulares jogaram ontem contra o Ceará, os trabalhos de hoje seriam apenas regenerativos, de academia, para os principais jogadores. Agora, Luiz Felipe Scolari terá só um dia disponível para levar o time a campo e fazer ajustes táticos. O técnico tem dito que será mais importante trabalhar o lado psicológico do grupo que vem de três jogos sem vitórias na temporada e de uma eliminação na Copa do Brasil - mas é líder do Brasileirão.