Topo

Brasileirão - 2019


Corinthians e Palmeiras empatam com brilho de goleiros e gols de cabeça

José Eduardo Martins e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

04/08/2019 20h58

Em um jogo bastante movimentado e equilibrado, Corinthians e Palmeiras ficaram no empate por 1 a 1 hoje, na Arena Corinthians, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois gols saíram de cabeça: o placar foi aberto no primeiro tempo, com Manoel, e, logo no início da segunda etapa, os visitantes igualaram com Felipe Melo. Quem também chamou a atenção na partida foram os goleiros Cássio e Weverton, que impediram que mais gols fossem marcados. Com defesa em cabeçada de Deyverson, no fim dos acréscimos, Cássio garantiu o resultado de empate na Arena.

O Corinthians, com o empate, chegou a 20 pontos, na sétima colocação e ainda com um jogo a menos na tabela. Já o Palmeiras pulou para 28 pontos e segue na vice-liderança, mas viu o Santos abrir vantagem na ponta: o time de Jorge Sampaoli, que goleou o Goiás por 6 a 1 mais cedo no domingo, tem 32.

O Timão volta a campo nesta quarta-feira (7) para fazer o jogo atrasado da sétima rodada contra o Goiás, novamente na Arena Corinthians. O Verdão, por sua vez, só joga de novo no domingo (11), quando recebe o Bahia no Allianz Parque.

Goleiros brilham em lances difíceis

Tanto Cássio quanto Weverton tiveram participações decisivas para evitar que o placar fosse ainda maior. O corintiano foi crucial em pelo menos quatro intervenções cara a cara, ainda que em duas delas o assistente tivesse marcado impedimento nas jogadas. No segundo tempo, com o jogo em pé de igualdade, coube ao arqueiro fechar o gol corintiano. Em cobrança de escanteio, salvou arremate de Gustavo Gómez e ainda segurou o chute de Luan, no rebote. Já no fim da partida, fez defesa espetacular em cabeceio de Deyverson, espalmando para escanteio.

Pelo lado do Palmeiras, Weverton mostrou muita velocidade de reação em um chute à queima-roupa de Vagner Love no primeiro tempo, após lance de bola parada. O Corinthians pediu pênalti no lance, mas, após checar o vídeo, Anderson Daronco deu só escanteio. No fim, ainda parou arremate de Danilo Avelar em cobrança de falta ensaiada.

Alan Morici/AGIF
Imagem: Alan Morici/AGIF

Foram bem: Pedrinho e Felipe Melo

Pedrinho estava à vontade na Arena. Quando pegava na bola, o corintiano não se intimidava com a marcação e partia para cima do adversário. O repertório teve dribles, passes de trivela e até chapéus. Já no Palmeiras, Felipe Melo mais uma vez foi destaque. Além da importância na marcação e na distribuição de jogo, foi decisivo ao subir no terceiro andar para empatar o jogo de cabeça.

Alan Morici/AGIF
Imagem: Alan Morici/AGIF

Foram mal: Diogo Barbosa e Gabriel

O lateral palmeirense não teve uma noite feliz em Itaquera. Sofreu muito com a habilidade de Pedrinho e tomou até chapéu do jovem corintiano. Também fez uma falta desnecessária que originou a falta do primeiro gol e falhou na marcação de Manoel, que subiu sem resistência para cabecear para as redes. Do lado corintiano, Gabriel foi quem esteve abaixo. O volante não comprometeu, mas poderia ter sido mais efetivo com e sem a bola. No segundo tempo, saiu para a entrada de Matheus Jesus.

O jogo do Corinthians: gol cedo e contragolpe

Como de costume, a equipe de Fábio Carille começou o duelo estudando o adversário e com uma postura mais defensiva. Depois de resistir à pressão, com boa atuação de Cássio, o Alvinegro passou a utilizar o contragolpe e levar perigo. Em uma destas investidas, conseguiu falta perigosa na direita, e após cruzamento na área, Manoel abriu o placar. Em vantagem, o time da casa passou a sofrer pouco perigo, mas viu o Verdão empatar logo no começo do segundo tempo, também na bola parada.

O jogo do Palmeiras: bom segundo tempo para em Cássio

O time alviverde começou bem o clássico, obrigando Cássio a duas grandes defesas em chutes de Deyverson e Dudu - na primeira, o lance já estava parado por impedimento. Mas depois de tomar o primeiro gol na bola parada, viu o Corinthians recuar e teve muitas dificuldades para criar. A posse de bola alviverde foi alta, mas sem efetividade. No segundo tempo, Felipe Melo empatou na bola parada e o Verdão melhorou. Houve mais chances para fazer o gol, mas Cássio apareceu para intervir novamente, especialmente em uma cabeçada de Deyverson já nos acréscimos

Cronologia do jogo

O Corinthians abriu o placar logo aos 12 minutos, quando Sornoza cobrou falta na área e Manoel subiu sozinho para cabecear para as redes. Em vantagem, o time da casa controlou o primeiro tempo e sofreu pouco. Mas o Palmeiras empatou de cara no segundo tempo, aos 3 minutos, também de cabeça: Deyverson cruzou da esquerda e Felipe Melo testou firme.

Reprodução/TvGlobo
Imagem: Reprodução/TvGlobo

Weverton recebe papel com instruções de Felipão

No meio do primeiro tempo, o auxiliar palmeirense Paulo Turra foi até o gol do Palmeiras para entregar um papel com instruções táticas ao goleiro Weverton. A televisão conseguiu filmar o conteúdo do bilhete, que mandava Felipe Melo ficar centralizado e Bruno Henrique mais enfiado quando o Verdão tivesse a bola, alinhado com Dudu pelo meio, em uma tentativa de superar a organizada marcação corintiana.

José Eduardo Martins/UOL
Imagem: José Eduardo Martins/UOL

Organizada estreia bandeirão

Em comemoração aos seus 50 anos, a principal organizada do Corinthians estreou hoje (4) o seu bandeirão. Durante a execução do Hino Nacional, os torcedores abriram a peça no setor Norte.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 1 x 1 Palmeiras

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 4 de agosto de 2019 (domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Gols: Manoel, aos 12 minutos do primeiro tempo, e Felipe Melo, aos 3 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Gil (Corinthians); Gustavo Gómez, Diogo Barbosa e Felipe Melo (Palmeiras)

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel (Matheus Jesus), Júnior Urso e Sornoza (Mateus Vital); Pedrinho, Clayson (Everaldo) e Vagner Love. Técnico: Fábio Carille

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa); Willian (Zé Rafael), Dudu e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari