Topo

Futebol


Inter e Corinthians empatam sem gols em jogo de ataques sonolentos

Jeremias Wernek e Samir Carvalho

Do UOL, em Porto Alegre e São Paulo

11/08/2019 12h53

Internacional e Corinthians empataram em 0 a 0 hoje (11), no estádio Beira-Rio. O jogo da 14ª rodada do Campeonato Brasileiro foi marcado pelo desempenho fraco dos ataques. No primeiro tempo, foram quase 30 minutos com apenas um chute a gol. Na etapa final, mesmo com maior tentativa, não houve grandes oportunidades de gol.

Com o resultado, o Inter chega aos 21 pontos e o Corinthians aos 24. O time gaúcho é sétimo na tabela, mas pode ser ultrapassado até o final da rodada.

Na próxima rodada, o Internacional visita o Fortaleza e o Corinthians recebe o Botafogo. As duas partidas ocorrem no sábado, às 17h (horário de Brasília).

Quem foi bem: Victor Cuesta

Zagueiro foi preciso nas disputas com Vagner Love e ajudou o Inter a manter o Corinthians longe do gol de Marcelo Lomba.

Quem decepcionou: D'Alessandro

Meia fez jogo abaixo da média pessoal. Discreto, influenciou o jogo sem criatividade do ataque. Quando conseguiu ter lampejos, deixou Nico López livre dentro da área para concluir para fora.

Um chute em 25 minutos

Internacional e Corinthians somaram (!!) um mísero chute a gol em 25 minutos de jogo. A conclusão de Nonato, que parou nas mãos esticadas de Cássio, resume um duelo com aplicação máxima das defesas e pobreza criativa dos dois lados.

Inter afunila jogo e bate em paredão

A presença de Rafael Sobis tornou o Internacional um time mais disposto a jogar pelo centro. A estratégia, provavelmente buscando chutes de média e longa distância e ainda superioridade numérica à frente da área, não deu certo. Deixando os flancos em segundo plano, o time gaúcho deu de cara com um paredão do Corinthians e produziu pouco.

Depois do intervalo, Rithely saiu para entrada de Nico López. A troca jogou o Inter mais à frente e o efeito foi imediato. Duas chances de gol em menos de cinco minutos e mais profundidade. Rapidamente o time voltou a afunilar as jogadas e Wellington Silva foi lançado na vaga de Sobis, para dar mais amplitude. Por fim, Odair Hellmann ousou e tirou Nonato para incluir Sarrafiore.

Corinthians vai bem na defesa, mas é lento na transição

Eficiente na marcação, sempre com as linhas próximas, o time de Fábio Carille não conseguiu uma transição rápida para o ataque e ficou engessado. As poucas jogadas ocorreram em levantamentos de bola dentro da área para Vagner Love brigar com os zagueiros. Diferente do que ocorreu nas vitórias contra Fortaleza e Goiás, os atacantes se movimentaram muito pouco e não trocaram de posição. Na última quarta-feira, aliás, o time abriu o placar quando Clayson saiu da esquerda e fez triangulação na direita antes de cruzar rasteiro para Junior Urso marcar o gol.

No segundo tempo, Carille tentou dar mais velocidade na transição e mobilidade ao ataque do Corinthians com as entradas de Everaldo, Matheus Jesus e Ramiro nos lugares de Pedrinho, Sornoza e Clayson, respectivamente. No entanto, o trio entrou para se posicionar mais no campo de defesa e nada mudou.

Fagner faz muita falta no Corinthians

Michel Macedo mostrou o desentrosamento com Pedrinho e Urso, que costuma criar jogadas de triangulação com Fagner. Além disso, Michel não comprometeu na marcação, mas praticamente não criou nada no setor ofensivo.

Premiere sofre com câmera na transmissão

A transmissão do jogo sofreu nos primeiros minutos. A câmera central estava completamente sem foco no pontapé inicial e o Premiere passou a exibir imagens de outros câmeras para tentar corrigir o problema. A imagem, com efeito embaçado, persistiu até os 10 minutos. Durante todo o duelo, foi possível verificar problemas técnicos com mais de uma câmera.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 X 0 CORINTHIANS

Data e hora: 11/08/2019 (domingo), às 11h (horário de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público: 36.166 pessoas (31.856 pagantes)
Renda: R$ 1.652.359,00
Árbitro: Caio Max Vieira (RN)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Nonato, Patrick (INT); Danilo Avelar, Cássio (COR)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rithely (Nico López), Nonato (Sarrafiore), Patrick, D'Alessandro e Rafael Sobis (Wellington Silva); Paolo Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Junior Urso e Sornoza (Matheus Jesus); Pedrinho (Everaldo), Clayson (Ramiro) e Vagner Love
Técnico: Fábio Carille

Mais Futebol