Topo

Seleção Brasileira


Lesões reforçam ideia de mudança no gol da seleção brasileira

Alisson sofreu lesão muscular durante a partida entre Liverpool e Norwich na última sexta-feira - Reuters/Carl Recine
Alisson sofreu lesão muscular durante a partida entre Liverpool e Norwich na última sexta-feira Imagem: Reuters/Carl Recine

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

12/08/2019 04h00

Se Tite já planejava mudanças no gol da seleção brasileira para os amistosos de setembro, nos Estados Unidos, o início da temporada europeia pode fazer com que o técnico mexa ainda mais na posição. O titular Alisson sofreu uma lesão muscular na estreia do Liverpool no Campeonato Inglês, enquanto Neto, que luta por mais espaço no ciclo da Copa do Mundo de 2022, fraturou a mão esquerda durante um treino do Barcelona.

No próximo mês, o Brasil vai enfrentar a Colômbia em Miami e o Peru em Los Angeles. Tite já fazia planos para que Ederson, do Manchester City, fosse o titular da seleção, com Alisson no banco. No posto de terceiro goleiro, a ideia era apostar em um novato que pudesse ser observado de perto e ganhasse rodagem com a experiência com o time canarinho.

Semifinalistas da Copa do Brasil fora de amistosos

Nesse cenário, dois nomes se fortaleceram nas últimas semanas: Santos, do Athletico-PR, e Everson, do Santos. Como resolveu não convocar atletas que estão na semifinal da Copa do Brasil, Tite deve deixar o goleiro do Furacão para uma próxima lista. Everson, então, avançou na disputa e foi até analisado in loco no clássico do Santos contra o São Paulo no último sábado.

O santista começou a carreira justamente no rival tricolor e é fã de Rogério Ceni - usava a camisa 01, como o ídolo, enquanto jogava no Ceará. Pelo Peixe, rapidamente conquistou o técnico Jorge Sampaoli e desbancou Vanderlei, xodó da torcida alvinegra nos últimos anos. Taffarel, preparador de goleiros da seleção, acredita bastante em seu potencial. A facilidade para sair jogando, ainda que tenha dado alguns sustos no clássico, chama a atenção.

Outros postulantes à vaga de terceiro goleiro eram o corintiano Cássio e o palmeirense Weverton. Os dois já são mais velhos e Tite, a princípio, pensa em preparar jovens para o futuro. Mas com as possíveis baixas de Alisson e Neto, a dupla volta a estar no radar da seleção brasileira.

O estafe de Alisson acredita que a lesão não o deixará fora tanto tempo a ponto de perder os amistosos de setembro, marcados para os dias 6 e 10 - a seleção começa a chegar aos Estados Unidos no dia 1º. Já o problema de Neto parece ser mais grave.

Mais Seleção Brasileira