Tênis

Bia Haddad faz história, Thiago vence e Rogerinho é eliminado em Wimbledon

Glyn Kirk/AFP
Brasileira Bia Haddad em ação contra Laura Robson em Wimbledon Imagem: Glyn Kirk/AFP

Do UOL, em São Paulo

03/07/2017 08h48Atualizada em 03/07/2017 15h34

Nesta segunda-feira (3), Bia Haddad conseguiu a primeira vitória em uma chave principal de Grand Slam em sua carreira. A tenista brasileira, 97ª colocada no ranking da WTA, venceu a britânica Laura Robson, 189ª, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2, em jogo válido pela primeira rodada de Wimbledon.

Bia venceu o primeiro set por 6 a 4. No segundo, virou um 0-30 em seu primeiro serviço após quebrar Robson para abrir 2 a 0. Depois, voltou a quebrar a adversária e fechou em 6 a 2. O triunfo foi a primeira vitória de uma brasileira em Grand Slam desde que Teliana Pereira triunfou na primeira rodada de Roland Garros em 2016, e a primeira em Wimbledon desde Gisele Miró em 1989.

"A primeira vitória a gente nunca esquece, é muito especial. Fazia 28 anos que uma brasileira não ganhava uma rodada aqui em Wimbledon, então para mim é uma honra representar o nosso país, lutar e vibrar a cada ponto", disse Bia.

Na ocasião, Miró estreou com vitória sobre a sul-africana Elna Reinach por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3. Na segunda rodada, foi derrotada pela britânica Anne Hobbs por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/2 e 6/4.

A partida de Bia contra Robson chegou a ter polêmica no primeiro set. Após juiz de linha dizer que uma bola da brasileira foi para fora, o árbitro principal resolveu chamar a responsabilidade e marcar bola dentro. A britânica resolveu desafiar, mas o recurso eletrônico analisou outra bola do rali, dando o ponto equivocadamente para a paulista. Sua adversária, no entanto, venceu o game.

"Claro que primeiro jogo é sempre mais nervoso, mas eu consegui sacar muito bem, foi minha principal arma hoje. Entrei bem intensa, tentando ser agressiva desde o início. Eu sabia que ela (Robson) joga muito na quadra de grama, tem um bola pesada, um bom forehand, e eu tentei fazer o que eu tinha que fazer e consegui ganhar", afirmou a brasileira.

O ano tem sido histórico para Bia. Em maio, após vitória sobre Samantha Stosur, a tenista chegou ao top 100 e se juntou a se juntou a Andrea Vieira, Claudia Monteiro, Gisele Miró, Maria Esther Bueno, Niege Dias, Patricia Medrado e Teliana Pereira no seleto grupo de brasileiras que alcançaram o ranking.

Depois, ao vencer a suíça Jil Teichmann na última fase do qualifying, Bia se classificou para a chave principal de Roland Garros, jogando o primeiro Grand Slam de sua carreira. Ela foi derrotada por Elena Vesnina na estreia.

Em Wimbledon, Bia tinha vaga garantida na chave principal sem precisar passar pelo qualifying graças à sua posição no ranking. Na segunda rodada, a brasileira vai enfrentar Simona Halep, segunda colocada no ranking da WTA, que venceu Marina Erakovic, 129ª, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/1. 

"Sigo na mesma pegada. Eu posso manter meu jogo, me impondo. A Halep é muito rápida, se defende bem, mas tenho as minhas armas, tenho meu saque e meu forehand que são fortes e tem tudo para ser um bom jogo. Estou muito confiante e feliz. Já estou focada para o jogo", declarou.

Thiago Monteiro supera dores e chuva e vence

Michael Steele/Getty Images
Thiago recebe atendimento médico durante jogo contra Andrew Whittington Imagem: Michael Steele/Getty Images

Assim como Bia Haddad, Thiago Monteiro também conseguiu a primeira vitória de sua carreira em Wimbledon. Nesta segunda-feira (3), o tenista brasileiro, 100º colocado no ranking da ATP, venceu o australiano Andrew Whittington, 210º, por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3, 7/6 (7/4) e 7/6 (7/5).

Também neste ano, Thiago conseguiu seu primeiro triunfo em Roland Garros, primeira vitória de sua carreira em um Grand Slam.

Logo no primeiro set, quando vencia por 2 a 1, Thiago sentiu dores nas costas e precisou de atendimento médico. Mesmo assim, o brasileiro levou o equilíbrio até o fim da parcial, mas acabou quebrado no nono game, permitindo que Whittington fechasse por 6 a 4.

No segundo set, Thiago quebrou o australiano no sexto game e abriu 4 a 2. O brasileiro aproveitou a vantagem para fechar a parcial por 6 a 3.

O terceiro set foi decidido apenas no tiebreak, vencido pelo brasileiro por 7 a 4.

Na quarta parcial, Thiago foi quebrado no terceiro game, e Whittington abriu 3 a 1 em seguida. O brasileiro devolveu o ponto perdido e virou para 5 a 4. A parcial também foi decidida no tiebreak, vencido pelo brasileiro por 7 a 5.

O tiebreak do quarto set chegou a ser interrompido quando Thiago vencia por 4 a 2. Não foi problema para o brasileiro, que fechou após voltar da interrupção.

Na segunda rodada, Thiago vai enfrentar Karen Khachanov, 34º colocado no ranking da ATP, que estreou com vitória sobre Andrey Kuznetsov, 76º, por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (7/4), 2/6, 6/3, 1/6 e 6/2.

Rogerinho perde para francês e está fora

David Ramos/Getty Images
Benoit Paire em ação contra Rogerinho em Wimbledon. Francês eliminou brasileiro Imagem: David Ramos/Getty Images

Também nessa segunda-feira (3), Rogério Dutra da Silva, o Rogerinho, foi eliminado em sua estreia em Wimbledon. O brasileiro, 69º colocado no ranking da ATP, foi derrotado pelo francês Benoit Paire, 46ª, por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 2/6, 7/6 (12/10) e 6/4.

No primeiro set, após abrir 1 a 0, Rogerinho perdeu cinco games seguidos. O brasileiro ainda esboçou uma reação, mas acabou perdendo a parcial por 6 a 4.

Rogerinho reagiu no segundo set e abriu 3 a 0. O tenista aproveitou a vantagem aberta para vencer a parcial por 6 a 2.

No terceiro set, Paire quebrou Rogerinho no quarto game e abriu 4 a 1. O brasileiro reagiu, pontuando no saque do adversário e empatando o jogo em 4 a 4. Após mais uma quebra para cada lado, a parcial foi decidida no tiebreak, vencido pelo francês por 12 a 10.

Embalado pelo bom momento, Paire quebrou Rogerinho logo no terceiro game do quarto set e abriu 3 a 1 na sequência. O brasileiro reagiu e conseguiu empatar a parcial em 4 a 4.

Porém, o francês voltou a pontuar no serviço do brasileiro e venceu o set por 6 a 4, garantindo seu triunfo.

Na segunda rodada, Paire vai enfrentar o compatriota Paul Herbert, que avançou após abandono de Nick Kyrgios. O australiano perdia por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, quando desistiu da partida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
EFE
Blog Saque e Voleio
EFE
Revista Tênis
Redação
Revista Tênis
Redação
Revista Tênis
Redação
Redação
Revista Tênis
Revista Tênis
Redação
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
EFE
Revista Tênis
Blog Saque e Voleio
Redação
Blog Saque e Voleio
UOL Esporte
Revista Tênis
Redação
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
Redação
Redação
Redação
Revista Tênis
Blog Saque e Voleio
Redação
Redação
Redação
Blog Saque e Voleio
Revista Tênis
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
Redação
Redação
EFE
Blog Saque e Voleio
Redação
Redação
Topo