Topo

Esporte

Anderson Silva provoca St. Pierre: "Nunca aceitou o desafio. Só corre"

Buda Mendes/Getty Images
Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Ag. Fight

29/11/2018 12h04

Anderson Silva estará de volta ao octógono do UFC, em fevereiro de 2019, contra a revelação Israel Adesanya, mas a possibilidade de uma superluta contra Georges St. Pierre ainda ronda o imaginário dos fãs. Em entrevista ao site da ESPN americana, o Spider contou que já desafiou o canadense em outros momentos, mas que o possível rival "correu" do combate, porque, em sua opinião, "ele não aceita lutas que não sejam fáceis".

Embora Anderson Silva tenha criticado algumas das escolhas de GSP, o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) e dos médios (84 kg) do UFC tem um cartel de respeito. Georges já derrotou grandes atletas da organização, como BJ Penn, Matt Hughes, Johny Hendricks e, mais recentemente, Michael Bisping.

Anderson, no entanto, afirmou que, ao contrário dele, 'Rush' não aceita os grandes desafios. Não foi a primeira vez neste ano que o brasileiro mostrou interesse em encarar a lenda canadense.

"É uma luta interessante, mas Georges nunca aceitou o desafio. Só corre, corre, corre. É uma loucura. Eu não acho que Georges queira a luta, mas ok. Respeito Georges. Ele é um grande lutador. Talvez ele só tenha uma visão diferente de aceitar lutas fáceis. Este não sou eu. Gosto de aceitar os grandes desafios na minha vida", disse.

"Georges é muito sortudo e muito esperto. Ele nunca aceita uma luta se não seja fácil. É esse o ponto. Georges, para mim, é um grande lutador, mas ele nunca encara os verdadeiros desafios da vida. Esta é a minha opinião. Eu o respeito, mas é a minha opinião", completou o brasileiro.

Aos 43 anos, Anderson não luta desde fevereiro de 2017. Ao final daquele ano, ele foi flagrado pela segunda vez em exame antidoping e acabou suspenso. Livre para competir desde o dia 10 deste mês, o ex-campeão dos pesos-médios voltará ao octógono em busca da sua 35ª vitória como profissional no dia 9 de fevereiro do ano que vem, pelo UFC 234. Seu cartel no MMA também conta com oito reveses e uma luta sem resultado.

Mais Esporte