Topo

Esporte


Acusado de envolvimento com ataque ao ônibus do Boca Juniors é libertado

AP Photo/Natacha Pisarenko
Imagem: AP Photo/Natacha Pisarenko

06/12/2018 15h01

Buenos Aires, 6 dez (EFE).- A Justiça da Argentina decretou nesta quinta-feira a libertação de Matías Sebastián Nicolás Firpo, torcedor do River Plate acusado de envolvimento ao ônibus que levava jogadores do Boca Juniors para o estádio Monumental de Núñez, onde aconteceria o segunda jogo da final da Taça Libertadores.

De acordo com fontes ligadas ao caso, a decisão foi tomada após a realização de um "breve julgamento", em que foi definido que o réu deveria cumprir algumas notas de conduta, devido o incidente ocorrido no dia 24 do último mês, que contribuiu para o adiamento do jogo.

Firpo foi detido na cidade de Lomas del Millón, que pertence à província de Buenos Aires, inclusive, com aparência diferente da que era conhecida pelos investigadores, o que indicou ter se tratado de uma tentativa de fuga.

O Ministério Público da Argentina denunciou o torcedor do River, identificado a partir de imagens veiculadas por emissoras de televisão, pelos crimes de dano agravado por acontecer em evento esportivo, de impedir a realização de um evento de massa e de formação de quadrilha.

Segundo informaram as fontes consultadas pela Agência Efe, a justiça definiu que Firpo não poderá estar nos arredores do Monumental de Núñez, nem entrar no estádio, pelo tempo da condenação que receber, assim como não poderá assistir qualquer jogo 'in loco' no país.

Além disso, o jovem ficará obrigado a realizar 180 horas de trabalho comunitário, além de fazer um curso de convivência urbana, entre outras medidas.

Mais Esporte