Topo

Fórmula 1


Nada de descanso! Qual é o destino de pilotos que estão deixando a F1

Mark Thompson/Getty Images
Na McLaren, Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne deixam a equipe; belga foi para a F-E, enquanto espanhol mira as 500 Milhas Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

2018-12-21T04:00:00

21/12/2018 04h00

O fim de uma temporada de Fórmula 1 é sempre motivo de agitação no noticiário da categoria. É época de descobrir quem são os pilotos nas categorias de acesso que estão tentando entrar e observar os nomes que perdem terreno e estão de saída.

No próximo ano, a Fórmula 1 terá seis novatos em relação a 2018: os britânicos Lando Norris (McLaren) e George Russell (Williams), o tailandês Alexander Albon, o russo Daniil Kvyat (ambos na Toro Rosso), o italiano Antonio Giovinazzi (Sauber) e o polonês Robert Kubica (Williams). Destes, apenas três (Norris, Russell e Albon) serão estreantes na categoria.

Se os seis estão chegando, outros seis estão saindo. Em 2019, a F1 não contará com Fernando Alonso, Stoffel Vandoorne, Esteban Ocon, Marcus Ericsson, Brendon Hartley e Sergey Sirotkin entre seus titulares.

Leia também:

Mas a saída da Fórmula 1 não representa a aposentadoria do automobilismo. Como de praxe, a saída (ainda que momentânea) da categoria máxima costuma significar uma mudança para outras disputas. Para eles, as portas do Mundial de Endurance, da Fórmula E, da Fórmula Indy e de outras categorias costumam estar bem abertas. E os seis estão nos radares.

Você sabe para onde vão Fernando Alonso e companhia em 2019? Confira!

Eles deixaram a Fórmula 1. Mas não pararam

  • Fernando Alonso (ESP)

    O grande adeus da Fórmula 1 em 2018 deve seguir firme no Mundial de Endurance, onde é titular de um dos carros da Toyota na temporada 2018/2019. Além disso, disputará as 500 Milhas da Indianápolis de 2019, com um carro da McLaren equipado com motor Chevrolet. Leia mais

  • Esteban Ocon (FRA)

    O fim da temporada deixou o francês sem vaga na Force India. Sergio Perez ficou na equipe, mas correrá agora ao lado de Lance Stroll. Protegido da Mercedes, Ocon será piloto reserva da escuderia alemã em 2019. Leia mais

  • Stoffel Vandoorne (BEL)

    Titular da McLaren entre 2017 e 2018, com uma corrida já em 2016 como substituto de Fernando Alonso, o belga arrumou vaga rapidinho na Fórmula E. Inclusive, já estreou na temporada 2018/2019, correndo pela HWA Racelab. Leia mais

  • Marcus Ericsson (SUE)

    Foram cinco temporadas de pouco brilho na Fórmula 1, correndo por Caterham e Sauber. Sem vaga, o sueco acertou sua saída para a Fórmula Indy. Na categoria norte-americana, correrá pela Schmidt Peterson Motorsports. Leia mais

  • Brendon Hartley (NZL)

    O neozelandês chegou à Toro Rosso como um quebra-galho em 2017 e ficou para a temporada 2018. Sem convencer, foi substituído pelo tailandês Alexander Albon. Seu futuro ainda é incerto, mas é possível que volte para as corridas de resistência - Hartley foi campeão do Mundial de Endurance em 2015 e 2017, vencendo as 24 Horas de Le Mans neste segundo ano.

  • Sergey Sirotkin (RUS)

    Depois de rondar a Fórmula 1 por alguns anos, o russo finalmente conseguiu sua vaga de titular em 2018. Só que não mostrou serviço nos limitados carros da Williams e perdeu o assento. Com a meta de volta à F1 em 2020, Sirotkin fez testes na DTM e foi cotado como piloto de desenvolvimento da Ferrari.