Corinthians e Vasco empatam sem gols na primeira despedida de Tite

Do UOL, em São Paulo*

Corinthians e Vasco ficaram no 0 a 0 em partida muito fraca tecnicamente disputada na tarde deste domingo, no estádio do Pacaembu, em duelo da 35ª rodada do Brasileirão. O empate sem gols não agrada as equipes, mas nenhuma delas fez por merecer sorte melhor durante os 90 minutos. A partida teve pouquíssimos lances de emoção e muitos passes errados e chutões.

O empate é ruim para os dois times, mas ainda pior para o Vasco, que segue na zona de rebaixamento, agora com 37 pontos e na 18ª posição.

Já o Corinthians vê a vaga para a Libertadores de 2014 ainda mais distante após o 16º empate no Brasileirão. A equipe alvinegra soma 49 pontos e segue no meio da tabela. A distância para o Atlético-PR é de nove pontos e a única chance de o time de Tite conquistar é vaga é torcer para o Furacão levar a Copa do Brasil, pois assim abriria uma vaga a mais no Brasileirão.

Os únicos momentos de emoção aconteceram antes do apito inicial. Assim que pisou no gramado, o técnico Tite foi ovacionado pelos torcedores do clube que foram ao Pacaembu acompanhar a partida. Ao som de "olê, olê, olê, Tite, Tite", o treinador caminhou emocionado para o banco de reservas.

Nas arquibancadas, era possível ver faixas com "Obrigado, Tite" e outras já pedindo o retorno do treinador, que não terá seu contrato renovado ao final da temporada.

"Obrigado a eles (torcedores) e aos atletas, mas não terminou ainda. Vocês ficam perguntando de um negócio que não terminou ainda. Deixa eu ir para o jogo", disse Tite.

Na primeira partida de despedida do treinador, no entanto, faltou emoção. O Corinthians até começou melhor do que o Vasco, desesperado na luta contra o rebaixamento, e assustou logo aos 7min, em falta cobrada por Douglas.

Com boa movimentação dos homens da frente, o improvisado Renato Augusto se destacava. O camisa 8 tentou de cabeça e de fora da área, mas não conseguiu abrir o placar.

O time carioca jogava fechado na defesa, armado com três zagueiros e três volantes por Adilson Batista. A única válvula de escape era Marlone, que se movimentava e buscava o jogo. Porém, o goleiro Walter foi um mero espectador.

Com o passar do tempo, o Corinthians equiparou seu ritmo de jogo ao do Corinthians e a partida ficou amarrada, sem oportunidades de gol.

Nada mudou após o intervalo. O Vasco até tentou marcar o adversário mais em cima, mas a tática não rendeu chances de gol e ainda deixou a defesa mais exposta. Aos 10min, Emerson aproveitou espaço pelo lado direito do ataque e finalizou com perigo.

O jogo, porém, não deslanchou. As duas equipes brigavam pelos espaços no meio de campo, mas faltava inspiração para ambos. A do Vasco diminuiu ainda mais após a saída de Marlone para a entrada de Thales.

No Corinthians, Tite trocou Renato Augusto, que ainda não tem a melhor condição física, por Danilo na esperança de dar novo gás à equipe. Rodriguinho e André também entraram, mas as mudanças não surtiram efeito, os gols não apareceram e o duelo terminou com o empate que não agradou a ninguém no Pacaembu. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X VASCO

Data: 17/11/2013 (domingo)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Márcio Estáquio Santiago e Celso Luiz da Silva
Cartões amarelos: Douglas e Emerson (Corinthians) e Guiñazu (Vasco)

Corinthians: Walter, Edenilson, Gil, Paulo André e Alessandro (Igor); Ralf, Guilherme (Rodriguinho), Douglas e Romarinho; Emerson e Renato Augusto (Danilo). Técnico: Tite

Vasco: Alessandro, Renato Silva, Luan e Cris; Fagner, Abuda, Guiñazu, Wendel (Francismar) e Yotún; Marlone (Thalles) e Edmilson (André). Técnico: Adilson Batista

*Atualizado às 22h20

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos