Jornal: Manchester City corre o risco de ser excluído da Liga dos Campeões

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / LLUIS GENE

    City pode ser excluído da Liga dos Campeões por não cumprir regras do fair-play financeiro

    City pode ser excluído da Liga dos Campeões por não cumprir regras do fair-play financeiro

O Manchester City está correndo o risco de ser excluído da Liga dos Campeões da Europa. De acordo com informações dos jornais ingleses "The Guardian" e "Daily Mail", o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, afirmou que investiga um "caso concreto".

O caso investigado pela Uefa é a acusação de fraude fiscal ao Manchester City. No início de novembro deste ano, o site Football Leaks revelou uma denúncia contra o time britânico por não cumprir o fair-play financeiro imposto pela entidade que regulamenta o futebol europeu.

Leia mais:

De acordo com a imprensa da Inglaterra, a Uefa pode tomar uma decisão forte caso confirme que o City desrespeitou as regras do fair-play financeiro. O presidente da Uefa prometeu um resultado "muito em breve". 

Segundo as denúncias, paralelamente às negociações com os City e PSG, entre 2014 e 2015, a Uefa perseguiu e puniu clubes menores por dívidas e déficits muito menos significativos.

Por exemplo, o Corpo de Controle Financeiro dos Clubes (CFCB, na sigla em inglês), responsável por avaliar os balanços das equipes, investigou e aconselhou a punição de sete clubes romenos, cuja soma dos déficits somavam 2,6 milhões de euros (R$ 10,95 milhões). Destes, somente o Botosani, que tinha dívida 20 mil euros (R$ 84,2 mil), não foi punido automaticamente pela câmara da Uefa.

Em contrapartida, o Manchester City tinha um desequilíbrio de 233 milhões (R$ 981,07 milhões) em suas contas. Apesar disso, foi permitido ao clube seguir recebendo patrocínios acima do valor de mercado estipulado pela própria Uefa.

UOL Cursos Online

Todos os cursos