Topo

Paulista - 2019


Se cuspiu, tem que ser expulso três vezes, diz Felipão sobre Deyverson

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/02/2019 20h04

Luiz Felipe Scolari não ficou nada satisfeito com a expulsão de Deyverson no dérbi paulistano, vencido pelo Corinthians por 1 a 0. Evitando reclamar da arbitragem após a polêmica final do Paulistão de 2018, o técnico do Palmeiras inicialmente tentou apaziguar a situação, mas foi informado pelos jornalistas da acusação de cusparada em Richard e acabou puxando a orelha do garoto.

"Vou conversar com ele. Eu não sei o que houve. Vi uma falta, e não sei o que houve depois. Se a arbitragem expulsou, tá bom, ela estava ali. Não vamos dizer nada, se não é capaz de ter mais um processo", afirmou Felipão. "Mas se foi isso [cuspiu no adversário], foi bem expulso. Isso é o mínimo que o árbitro poderia fazer. Se foi isso tem que ser expulso não uma vez, mas três vezes."

LEIA MAIS:
Corinthians "cozinha" Palmeiras no Allianz e vence primeiro Dérbi do ano
Deyverson é expulso e gera reclamações do Palmeiras contra a arbitragem
Herói do Corinthians, Avelar vê gol como recompensa e não teme Arana

Felipão ainda citou a atitude da seleção do Japão, elogiada por ter limpado o vestiário após a derrota para o Qatar na final da Copa da Ásia, para mostrar a postura que espera de um atleta profissional. "Tem que ter respeito. Ainda hoje deve estar correndo a imagem do vestiário do Japão no Catar, que sirva de exemplo".

O comandante alviverde também avaliou a derrota para o Corinthians e a perda da invencibilidade em 2019, e apesar de admitir que clássico tem "peso diferente", garantiu que o Palmeiras está seguindo o plano traçado para este início de temporada.

"Claro que tem peso diferente, é importante vencer o clássico. Mas o que nós estamos trabalhando não é apenas vencer clássicos, é vencer adversários e se classificar (no Paulistão). E se erra derrota vai influenciar na minha forma de trabalhar com os jogadores, não vai", avaliou o comandante, lamentando o nervosismo demonstrado pelo elenco.

"Como é um clássico, como perdemos o título aqui dentro, eles vinham de uma derrota... tudo isso vai somando e faz com que os jogadores fiquem mais apreensivos. Aí vem o erro principal", acrescentou.

Os muitos erros de finalização e cruzamento também foram avaliados por Felipão, que lamentou por seus atletas não terem conseguido explorar a deficiência do Corinthians na bola parada.

"Eles têm treinado bem, principalmente a bola parada. Temos acertado seis em dez. Hoje erramos onze em dez, não conseguíamos concluir com qualidade. Temos que continuar treinando, ver onde precisamos ter mais organização no meio para criarmos mais chances, e não apenas pelo lado", disse Felipão. "Temos 10 pontos, e tínhamos programado onze em cinco jogos. Clássico é importante ganhar? Sim. Mas é três pontos. Perdemos três pontos".

Apesar do revés, o Palmeiras está na liderança do Grupo B, com dez pontos conquistados em cinco jogos. Porém, pode ser alcançado pelo Novorizontino, que encerrará a quinta rodada contra o Oeste na próxima segunda-feira (4). O próximo adversário do clube na competição será o Bragantino, no dia 11 de fevereiro, no Pacaembu.

Veja outros pontos da coletiva de Felipão:

Sobre Prass fora do jogo e Weverton titular: "Nos programas vocês falam que o Felipe vai fazer isso, aquilo, mas ninguém sabe. Só eu sei. Lá tem o cronograma das partidas, e a gente imagina os jogos e vai fazendo. Cada programa jornalístico faz uma dedução. Aí claro que alimenta muita coisa. Tinha que jogar o Weverton. Já no próximo jogo não joga o Weverton. E assim vai".

Sobre os erros de Carlos Eduardo, pior em campo: "É só o início, é o que a gente esperava. Ele teve a jogada que praticamente perdeu o gol de cabeça, e aí deu uma caída. Ficou preocupado com aquilo. Erra todo mundo, acerta todo mundo, não tem problema nenhum. É um jogador que aos poucos vai se adaptar, vai errar e acertar".

Sobre a arbitragem no reencontro dos times no Paulistão: "Uma vez eu falei sobre arbitragem e fui processado, todos sabem por quem eu fui processado. Tivemos uma reunião com a Federação onde solicitamos que não houvesse esse tipo de arbitragem, e eles colocaram. Ela vai te responder se a arbitragem foi boa ou ruim. Erramos muito as finalizações finais, e por isso perdemos o jogo. Tivemos o domínio, mas não fomos capazes de fazer o gol".

PVC comenta triunfo do Corinthians no Dérbi: "Mereceu a vitória"

UOL Esporte