Topo

Futebol


Conselheiros aprovam mudanças no Atlético-PR sem ver novo escudo

Reprodução
Esboço do novo escudo do Atlético-PR; conselheiros nem viram o modelo final Imagem: Reprodução

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

2018-12-08T18:32:22

08/12/2018 18h32

Dando um "voto de confiança" à diretoria, os conselheiros do Atlético-PR aprovaram por maioria as mudanças programadas para a identidade visual do clube. Em reunião na manhã deste sábado, no CT do Caju, a diretoria reuniu os conselheiros e decidiu não apresentar nenhuma peça da nova identidade. Mesmo assim, conseguiu convencer a maioria dos presentes a autorizar as modificações. O número de votos favoráveis não foi confirmado à reportagem, mas deverá constar em ata.

Leia mais

Todas as mudanças programadas serão apresentadas na próxima terça-feira (11), véspera da decisão da Copa Sul-Americana contra o Junior de Barranquilla, em um evento com convidados restritos que será transmitido pela TV do clube. Independentemente disso, a equipe enfrentará o Junior com o atual escudo e também o mesmo uniforme.

Entre as novas mudanças estarão o novo escudo, que promete ser uma marca "universal", utilizado em diversos produtos - confira um esboço obtido pelo UOL Esporte que simula o original. Uma nova mascote e o lançamento de um uniforme especial, com 3000 unidades a serem vendidas, também estão na lista. 

Além disso, o clube irá lançar uma plataforma própria de comércio eletrônico. A inclusão do "H" na grafia do nome do clube, como no início do século passado, não foi confirmada na reunião, uma vez que nenhuma peça foi apresentada.

Diretoria pede alívio para Petraglia

Durante a reunião, a diretoria ainda fez um pedido especial para os conselheiros, para que fizessem uma mobilização em desagravo ao presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, que vem sendo ofendido na Arena da Baixada por conta de suas relações com torcedores. 

A ideia é de que os conselheiros tentem mobilizar a torcida a não ofender mais o dirigente, que tem demonstrado cansaço com a rusga, oriunda das políticas adotadas com sócios e torcidas organizadas.

Mais Futebol