Topo

Sport

Acusado de agressão por repórter, 'garoto problema' é multado pelo Sport

Williams Aguiar/Sport
Juninho, atacante do Sport Imagem: Williams Aguiar/Sport

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

2019-02-18T20:44:58

18/02/2019 20h44

Promessa das categorias de base do Sport acusado de agressão e ameaça pela ex-noiva, Juninho se envolveu em mais uma polêmica. Ontem, após o clássico contra o Santa Cruz, o atacante de apenas 19 anos foi acusado de agredir o jornalista Victor Pereira, da Rádio CBN de Recife. O jogador ainda ofendeu o repórter nas redes sociais e hoje, após uma reunião, acabou multado pelo próprio clube. Ele ainda terá de doar 20 cestas básicas para uma instituição.

LEIA MAIS

"Em comum acordo, chegamos a um desfecho equânime para ambas as partes. Desde já, o Sport Club do Recife esclarece que abomina todo e qualquer ato de violência, e acredita que o esporte é um espaço para inclusão e congraçamento. Diante disso, e em decisão conjunta, informamos que o atleta irá doar 20 cestas básicas para instituição escolhida pelo próprio repórter", divulgou o Sport, após reunião realizada hoje no clube. Estiveram presentes o vice-presidente de comunicação do Sport, Jurandyr Gayoso, o diretor de futebol Nelo Campos, o próprio repórter e o presidente da Associação de Cronistas Desportivos de Pernambuco (ACDP-PE), André Luiz Cabral.

Segundo apurou o UOL Esporte, Juninho irá se retratar publicamente e fará a entrega das cestas básicas na semana que vem. A ação contará com divulgação do próprio clube e cobertura intensa da própria imprensa local. Internamente, o próprio Sport se mostra totalmente consciente do erro do atleta e ainda oferece apoio ao repórter que deve prestar queixa na delegacia em novo desconforto envolvendo o atleta.

Como a polêmica entre jogador e repórter teve início

Depois de uma passagem apagada pelo Ceará no início do ano passado e de ser rejeitado por alguns clubes, Juninho ficou desde junho sem jogar uma partida oficial. Com a confiança do técnico Milton Cruz, ele voltou aos gramados no domingo passado (10), na vitória por 3 a 0 contra o Petrolina, pelo Campeonato Pernambucano. O jogador, porém, não gostou das postagens do repórter que diziam que ele havia deixado o campo irritado e teria chutado uma placa de publicidade na saída de campo, mesmo com o resultado positivo.

"Na semana passada, ele teve a primeira oportunidade depois de tudo que aconteceu nos anos anteriores. O Sport venceu por 3 a 0, mas ele deixou o campo bem irritado, chutou a placa de publicidade. O que é algo corriqueiro. O que chamou a atenção foi o fato de ter sido depois de uma vitória por 3 a 0. Eu noticiei isso no ar. Não apenas eu, mas todos os outros colegas. Só que eu fui o único que postou no Twitter", contou o repórter, em entrevista ao UOL Esporte.

No dia seguinte ao jogo contra o Petrolina, Juninho postou uma série de vídeos no Instagram ofendendo o jornalista e afirmando que ele não tem provas de tudo que publicou. Já ontem, após a derrota no clássico contra o Santa Cruz, terminou a partida expulso após ofender o árbitro e deu um tapa no braço do repórter Victor Pereira antes de seguir para os vestiários.

"Na segunda-feira, ele usou o print do meu Twitter para me xingar via rede social, me desqualificando, dizendo que eu estava mentindo e etc. Ontem, o Sport perdeu por 1 a 0 para o Santa, ele foi expulso. Quando eu estava entrevistando um jogador do Sport à beira do gramado, ele passou por mim, me deu um tapa no braço que segurava o microfone e começou a gritar me xingando e me intimidando. Isso na frente de várias testemunhas", acrescentou.

Acusado de agressão por ex-noiva, jogador foi rejeitado pelo Corinthians

Visto como grande promessa do clube pernambucano desde as categorias de base, Juninho estreou no time profissional do Sport em 2016 e, logo no ano seguinte, caiu nas graças da torcida com sete gols em 32 jogos - alguns decisivos. Mas a história mudou em 2018. Problemas de indisciplina minaram sua imagem perante à diretoria e comissão técnica, especialmente Nelsinho Baptista, que afastou o jogador depois de ele se recusar a viajar para um jogo da Copa do Brasil. Anteriormente, ele já havia enfrentado problemas de peso.

Fora dos planos do Sport, Juninho ficou perto de acertar com o Corinthians em agosto, mas uma intensa campanha contrária nas redes sociais fez o clube alvinegro voltar atrás alegando que desistiu da contratação por conta dos "antecedentes desabonadores" do atleta.

Em seguida, Juninho acabou emprestado para o Ceará, mas fez apenas cinco partidas com a camisa do time alvinegro e não convenceu. Fora de campo, foi acusado pela polícia e denunciado pelo Ministério Público por três crimes contra a Dhalia Araújo, de 21, sua ex-noiva, com quem morava em Recife: ameaça, violência doméstica e familiar contra a mulher e praticar vias de fato. O julgamento ainda acontece.

Confira a nota divulgada pelo Sport:

O Sport Club do Recife vem através desta informar que, em relação ao acontecido entre o atleta do Clube, Edmar Ribeiro da Costa Júnior (Juninho) e o repórter da rádio CBN Recife, Victor Pereira, no último domingo (17), no estádio do Arruda, foram recebidos pelo Vice-presidente de Comunicação do Sport, Jurandyr Gayoso, e o Diretor de Futebol Nelo Campos, na Sede Social do Sport, na tarde desta segunda-feira (18): o próprio repórter e o presidente da Associação de Cronistas Desportivos de Pernambuco (ACDP-PE), André Luiz Cabral, e, em comum acordo, chegamos a um desfecho equânime para ambas as partes.

Desde já, o Sport Club do Recife esclarece que abomina todo e qualquer ato de violência, e acredita que o esporte é um espaço para inclusão e congraçamento. Diante disso, e em decisão conjunta, informamos que o atleta irá doar 20 cestas básicas para instituição escolhida pelo próprio repórter.

Elucidamos que o ocorrido em momento algum acarreta um entrevero entre os envolvidos. E, tanto o atleta quanto o repórter, irão prosseguir com suas atividades de forma normal e transparente, como é de praxe acontecer dentro das dependências do Sport Club do Recife ou qualquer lugar em que o Clube esteja representado.

Certo de que o acordo é uma forma imparcial e justa de resolver tais questões, damos por encerrado o acontecido.

'SOU F...', DIZ JUNINHO EM APRESENTAÇÃO NO CEARÁ

redacaojornaldocommercio