Topo

Após sequência longe de casa, Botafogo volta ao Rio para semana importante

Eduardo Barroca conversa com o elenco do Botafogo antes de treinamento - Vitor Silva/Botafogo
Eduardo Barroca conversa com o elenco do Botafogo antes de treinamento Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

26/05/2019 04h00

"Estou de volta para o meu aconchego...". O verso inicial da canção que ficou eternizada na voz de Elba Ramalho poderia ser a trilha sonora do Botafogo. Depois de uma semana atuando longe de casa, a equipe comandada por Eduardo Barroca volta ao Rio de Janeiro para jogos importantes, nos quais terá de concretizar a vaga nas oitavas da Copa Sul-Americana e retomar o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro.

Essa "trip" do Botafogo teve pontos positivos e negativos. No Paraguai, vitória por 1 a 0 sobre o Sol de América e vantagem na luta por uma vaga na próxima fase da Sul-Americana. Classificação essa que, caso aconteça, vai representar também um ganho aos cofres, uma vez que o clube que chega às oitavas receberá 500 mil dólares (cerca de R$ 2.015.00,00).

No Brasileiro, porém, o que vem na bagagem não é nada bom. O time que conseguiu três vitória consecutivas nas quatro primeiras rodadas, agora, perdeu duas em sequência: para o Goiás, em Goiânia, na quinta rodada, e para o Palmeiras, em Brasília, na sexta rodada, ambas por 1 a 0, que fizeram a equipe estacionar na tabela.

"A gente enfrentou uma equipe na parte de cima da tabela, mas o Botafogo também vai estar lá. Queria dizer para a torcida que os jogadores estão bastante incomodados, eles estão fazendo de tudo para levar o Botafogo o mais longe que eles podem", disse Barroca, após o duelo com o Palmeiras, ontem (25).

O Glorioso, na quarta-feira, encara o Sol de América pelo jogo da volta da segunda fase e, no domingo, terá o clássico com o Vasco pela frente. Os dois confrontos no Nilton Santos. Vale lembrar que, até o momento, os nove pontos que o Botafogo conquistou no Campeonato Brasileiro foram atuando no Rio: triunfos sobre Bahia e Fortaleza, no Nilton Santos, e contra o Fluminense, no Maracanã.

A sequência em casa também representará um ganho físico. O desgaste foi citado por Barroca como um dos fatores que fizeram com que o time não conseguisse um resultado positivo diante do Palmeiras.

"Foi um jogo muito difícil, contra uma equipe que lidera a competição, uma equipe muito bem treinada. Evidente que eu não estou satisfeito com o resultado. Sobre a possibilidade de trazer o jogo para cá, não sou a pessoa capacitada para falar já que não é uma coisa decidida por mim. O Botafogo vem de uma sequência extremamente desgastante. Lutamos e os jogadores se dedicaram para buscar o empate".