! Dualib afirma que foi lesado pelo Corinthians - 10/12/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

10/12/2007 - 17h56

Dualib afirma que foi lesado pelo Corinthians

Do UOL Esporte
Em São Paulo *
O ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, acompanhou nesta segunda-feira o depoimento do ex-vice-presidente de futebol do clube paulista, Antonio Roque Citadini, no caso de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro envolvendo a parceria MSI/Corinthians.

O atual presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, viajará nesta semana para a Europa resolver problemas financeiros do clube. O dirigente irá receber as duas cartas de crédito, num total de 4 milhões de euros, que o alemão Werder Bremen deve pela transferência do meia Carlos Alberto.

Em seguida, o dirigente se irá se reunir com o Lyon para entregar as mesmas duas cartas para saldar parte da dívida referente ao atacante Nilmar, orçada em um total de 8 milhões de euros. O presidente nega que irá tratar de reforços em sua passagem pelo Velho Continente.
SANCHEZ VIAJA A NEGÓCIOS
POLÍCIA: DUALIB CIENTE
MAIS DO CORINTHIANS
DUALIB É INOCENTE?
Na chegada à sede Justiça Federal de Primeiro Grau, localizada na rua Ministro Rocha Azevedo (São Paulo), ele negou todas as acusações contra si e afirmou ainda que foi lesado pelo clube. "Fui lesado pelo Corinthians em mais da metade do meu patrimônio", declarou o ex-dirigente à rádio Globo.

Dualib disse também não ser o culpado pelo rebaixamento do Corinthians à Segunda Divisão do futebol nacional. "Quando eu saí tinham 63 pontos a serem disputados", declarou o ex-presidente, que credita a queda à Série B à saída do técnico Paulo César Carpegiani.

"Não podiam mandar o técnico embora. Ele tinha começado um trabalho, tinha entrado mais de R$ 50 milhões no clube. Com esse dinheiro, ele iria contratar dois jogadores que completariam o elenco. O Carpegiani havia me prometido chegar entre os quatro primeiros no final do campeonato".

O ex-dirigente corintiano foi indiciado na última quinta-feira por estelionato e formação de quadrilha, relacionados à emissão de notas frias. Além de Dualib, outras três pessoas (Juraci Benedito, Marcos Mauro e Marcos Roberto Fernandes) também foram indiciadas e uma quinta deverá ser incluída no inquérito. Sobre o caso, o ex-presidente disse nesta segunda-feira desconhecer tais irregularidades.

Porém, apesar da negativa de Dualib, o delegado-assistente do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), Maurício Guimarães Soares, afirmou recentemente que uma ata da reunião confirma que o ex-dirigente foi avisado por alguns conselheiros da fraude que acontecia no clube do Parque São Jorge.

"Ele afirma que desconhecia que o Corinthians estava sendo lesado, mas existe uma ata de reunião que prova que Dualib estava ciente", afirmou Soares, que declarou que o rombo pode chegar aos R$ 5 milhões.

Antonio Roque Citadini começou seu depoimento na Justiça Federal por volta das 13h. A comitiva do conselheiro do Corinthians é acompanhada pelos ex-dirigentes do clube paulista, Paulo Angioni e Renato Duprat, além de Dualib.

* Atualizada às 18h46

Hospedagem: UOL Host