Inglaterra

De olho em artilharia e liderança, Kane não quer ser poupado contra Bélgica

Sergio Perez - 18.jun.2018/Reuters
Harry Kane comemora gol da Inglaterra contra a Tunísia Imagem: Sergio Perez - 18.jun.2018/Reuters

Do UOL, em São Paulo

25/06/2018 08h05

O capitão da Inglaterra, Harry Kane, afirmou nesta segunda-feira (25) que não quer ficar fora da partida da última rodada do grupo G, contra a Bélgica. As seleções dos dois países se enfrentam na quinta (28), às 15h (horário de Brasília), em Kaliningrado. Com ambas as equipes classificadas para as oitavas de final, o duelo vale a liderança.

Veja o que está em jogo na última rodada da fase de grupos da Copa
- Oitavas de final podem ter todos os campeões do mesmo lado em 2018
- Técnico por falta de opção, Southgate revitalizou Inglaterra pela contramão

Artilheiro do Mundial até o momento, com cinco gols em dois jogos, o atacante não só almeja manter o posto, como pretende ajudar a sua equipe a obter a primeira colocação e enfrentar um adversário, em tese, mais fácil na próxima fase —o segundo colocado do grupo H.

A partida terá um duelo pessoal para o capitão inglês. Ele briga diretamente pelo status de goleador da Copa com o atacante belga Romelu Lukaku, o segundo maior, com quatro tentos marcados. Além deles, outro na disputa, por ora, é o português Cristiano Ronaldo, também com quatro.

Kane admitiu, porém, que a sua participação ou não na partida contra a Bélgica depende do treinador Gareth  Southgate. “Essa decisão é dele, eu acho, mas obviamente eu quero jogar. O mais importante sempre é vencer os jogos, e, se meus gols ajudarem o time a ganhar, então seria uma situação perfeita.”

“Ainda há muito caminho pela frente e vários outros bons jogadores atrás de mim [na lista de artilheiros do Mundial]. Tomara que eu possa continuar na equipe e manter o posto [de artilheiro] no jogo de quinta-feira”, acrescentou o atacante.

Com três tentos na vitória por 6 a 1 contra o Panamá, Kane, 24, se tornou o segundo maior goleador da Inglaterra na história da Copa do Mundo, tendo participado de apenas uma edição. Está atrás de Gary Lineker, que tem dez, marcados nos Mundiais de 1986 e 1990.

Após a goleada que rendeu a classificação, o capitão inglês disse que o clima no elenco não poderia ser melhor. “Estamos realmente muito orgulhosos de cada um. Não é em toda ocasião que se passa por dois jogos com tranquilidade”, afirmou, referindo-se também à estreia com vitória por 2 a 1 sobre a Tunísia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Inglaterra

Topo