UOL Esporte Futebol Americano
 
30/09/2009 - 18h14

Estudo mostra alta incidência de problemas de memória em ex-jogadores da NFL

Das agências internacionais
Em Nova York (EUA)
Um estudo feito pela Universidade de Michigan indicou que jogadores de futebol americano aposentados tem alta incidência da doença de Alzheimer e outros problemas de memória.

Os pesquisadores perguntaram a mais de mil ex-jogadores da NFL (a liga profissional norte-americana) se eles já tinham sido diagnosticados com algum tipo de demência, Alzheimer ou qualquer outra doença relacionada à memória.

Quase 2% dos ex-jogadores com idade entre 30 e 49 anos responderam que sim. Esse número é 19 vezes superior ao do mesmo grupo etário entre cidadãos comuns. Entre os ex-jogadores com mais de 50 anos, o resultado foi cerca de cinco vezes maior que o obtido entre cidadãos da mesma faixa etária.

Autor principal da pesquisa, David Weir enfatizou que os resultados não mostram que futebol americanos causa problemas de memória, mas que vale a pena estudar os dados mais profundamente. O estudo foi requisitado pela própria NFL.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host