UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/catarinense/ultimas-noticias/2012/05/13/avai-vence-figueirense-de-novo-e-se-torna-o-maior-campeao-do-catarinense.htm
  • Avaí vence Figueirense de novo e se torna o maior campeão do Catarinense
  • 16/11/2018
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Jogadores do Avaí comemoram gol marcado por Cleber Santana na decisão do estadual

Jogadores do Avaí comemoram gol marcado por Cleber Santana na decisão do estadual

13/05/2012 - 17h55

Avaí vence Figueirense de novo e se torna o maior campeão do Catarinense

Do UOL, em São Paulo

O Avaí não tomou conhecimento do Figueirense na final do Campeonato Catarinense. Depois de conquistar o resultado de 3 a 0 no primeiro jogo, a equipe não tirou o pé do acelerador e venceu novamente por 2 a 1, neste domingo, no Orlando Scarpelli.

Com o placar agregado de 5 a 1, o Avaí conquista o título de forma incontestável, apesar de o Figueira ter vencido os dois turnos. Dessa forma, se torna o maior vencedor do torneio com 16 taças, deixando para trás o rival com 15.

No fim do jogo, houve um princípio de confusão entre os atletas dos dois times, mas logo chegou a 'turma do deixa disso' para apartar o conflito.

O Avaí entrou em campo com ampla vantagem e optou por armar uma estratégia de jogo bem definida pelo técnico Hemerson Maria e executada à risca pelos jogadores. Primou pela boa marcação, sem permitir que os meias e os laterais do Figueira saíssem para o ataque.

Apenas os volantes Ygor e Túlio conseguiam tinha abertura, mas sem sucesso. Apesar de não adotar postura ofensiva, quem mais teve chances de marcar foi o Avaí que apostava nos contra-ataques e via em Cleber Santana uma grande oportunidade de desencantar.

No segundo tempo, o Avaí até se mostrou disposto a adotar uma postura mais defensiva, mas aproveitou o nervosismo e o desespero dos rivais. Aos 15 minutos, abriu o placar com Cleber Santana, de pênalti.

Com o campeonato definido, teve tranquilidade e ainda conseguiu ampliar com Laércio aos 26 minutos. O jogador dominou a bola, driblou o defensor adversário e tocou com categoria para fazer um belo gol.

Nos minutos finais, o Figueirense fez seu gol de honra com Deretti aos 41 minutos da etapa final. O tento serviu apenas para melhorar a imagem apática que a equipe mostrou nas decisões do Catarinense.

Placar UOL no iPhone