UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/lutas/vale-tudo/ultimas-noticias/2011/12/07/karate-kid-lyoto-espera-hora-certa-para-ganhar-fama-e-gritos-de-galvao.htm
  • "Karate Kid", Lyoto espera hora certa para ganhar fama e gritos de Galvão
  • 23/10/2014
  • UOL Esporte - Lutas
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra

UFC 140

Tudo sobre a disputa entre o campeão Jon Jones e Lyoto Machida

AP
Lyoto Machida durante a sua preparação para a luta contra Jon Jones, neste sábado

Lyoto Machida durante a sua preparação para a luta contra Jon Jones, neste sábado

07/12/2011 - 06h00

"Karate Kid", Lyoto espera hora certa para ganhar fama e gritos de Galvão

Gustavo Franceschini
Em São Paulo

Lyoto Machida terá, neste sábado, a chance de pegar carona no fenômeno recente de popularidade do MMA. Anterior à era de aparições em propagandas, transmissões na TV aberta e narração de Galvão Bueno, o lutador terá a chance de retomar o cinturão dos meio-pesados contra Jon Jones no UFC 140.

Muito conhecido entre o público que aprecia as artes marciais, o baiano radicado no Pará tem um histórico invejável no UFC: nove vitórias e duas derrotas. O problema é que os revezes vieram justamente no intervalo de tempo em que o MMA ganhou de vez o público brasileiro, transformou seus campeões em estrelas e passou a ser exibido na TV aberta.

“Acredito que tudo acontece certo na hora certa, e se não aconteceu para mim é porque ainda não foi a hora. Não existe momento ruim, e sim de aprendizagem. Foi isso que aconteceu. Tudo o que aparentemente era ruim foi bom para o meu crescimento pessoal e profissional”, disse Lyoto, em uma entrevista por e-mail.

Campeão dos meio-pesados até maio do ano passado, o lutador perdeu o cinturão para o brasileiro Mauricio Shogun. Logo em seguida, foi derrotado por Quinton Jackson em uma decisão polêmica dos juízes.

Neste período, Anderson Silva ascendeu como astro do esporte brasileiro. Fez participações em diversos programas de TV, estrelou comerciais e manteve seu cinturão em três lutas badaladas.

Júnior Cigano também viveu seu auge. Ganhou o cinturão dos pesados de Cain Velasquez com um nocaute rápido narrado aos berros por Galvão Bueno. Lyoto se nega, no entanto, a comparar sua carreira à dos compatriotas.

“Sinceramente, não penso na carreira dos meus amigos ou colegas. Cada um tem seu tempo e espaço. Se eu tiver que ter esse momento de muito reconhecimento ele virá naturalmente, sem eu me preocupar se o outro está melhor ou não”, disse Lyoto, que diz não ter pressa para ouvir seu nome gritado pelo narrador mais famoso do país.

Ainda sem o mesmo status de outros lutadores fora do meio do MMA, o lutador aproveita a fama de Karate Kid que ganhou. Em sua última luta, venceu Randy Couture com um golpe cinematográfico que lembrou o famoso chute de “Daniel-San”. A aplicação no caratê, uma de suas artes marciais mais fortes, fez com que ele ganhasse um vídeo especial com uma brincadeira com o personagem.

“É normal fazerem essa comparação, já que Karate Kid foi um filme muito assistido e o golpe do Daniel-San foi o mesmo que eu dei na última luta. Para mim é bem interessante ver algo que fez parte da minha infância sem comparado a mim”, disse Lyoto. 

Lyoto Machida
Lyoto Machida

Placar UOL no iPhone