UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/11/07/relator-da-lei-da-copa-diz-que-incluira-no-texto-permissao-de-venda-de-bebida-em-estadios.htm
  • Relator da Lei da Copa diz que incluirá no texto permissão de venda de bebida em estádios
  • 24/11/2014
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Romário chega de trem ao Itaquerão, junto com outros parlamentares

Romário chega de trem ao Itaquerão, junto com outros parlamentares

07/11/2011 - 18h23

Relator da Lei da Copa diz que incluirá no texto permissão de venda de bebida em estádios

Vinícius Segalla
Em São Paulo

O deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), relator da Lei Geral da Copa na Câmara dos Deputados, afirmou nesta segunda-feira, após conversa com o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, na parte da manhã, que vai incluir no texto da norma a permissão para venda de bebidas alcoolicas nos estádios de futebol e arredores durante as partidas válidas pela Copa do Mundo de 2014.

Este é um dos pontos de contrariedade entre a Fifa e o governo brasileiro. Pelo Estatuto do Torcedor e segundo as legislações de alguns Estados do Brasil, não é permitido a venda de bebida alcoolica nas arenas esportivas e em seus entornos. A Fifa, que tem como uma de suas principais patrocinadoras a Inbev, cervejaria multinacional, pressiona o país para que esta probição seja derrubada.

"Falei para o secretário (Jérôme Valcke) que vamos trabalhar para incluir a permissão de venda de bebidas alcoolicas no texto da Lei Geral da Copa. Assim, não seria necessário revogar com cada um dos Estados que têm essa proibição", disse o deputado, durante visita de uma comissão de parlamentares ao Itaquerão, estádio que o Corinthians está construindo na zona Leste de São Paulo e que receberá a abertura da Copa.

Sobre a proibição que consta no Estatuto do Torcedor (lei federal) à venda de bebidas alcoolicas, o deputado diz que, se for o caso, pode-se alterar também o Estatuto, embora eu acredite que é uma questão interpretativa esta de que o Estatuto proíbe a venda de bebidas alcoolicas em estádios. Acho que isso pode ser reinterpretado sem ter que mexer na lei", defende o parlamentar.

No texto do Estatuto do Torcedor, está escrito que é proibido o "ingresso de pessoa com bebidas e substâncias que possam causar a prática de atos de violência". Para Cândido, esta proibição não precisa, necessariamente, estar atrelada ao álcool. "Ainda hoje converso (segunda-feira, 7/11) com o ministro Aldo Rebelo (Esportes) para levar a seu conhecimento esse resultado da minha conversa com o secretário da Fifa", contou o deputado.

As obras do Itaquerão
As obras do Itaquerão

Outro ponto em que a autoridade da Fifa e o deputado brasileiro concordaram foi sobre a possibilidade de se disponibilizar determinada cota de ingressos dos jogos da Copa para serem trocados por armas de fogo, dentro da campanha nacional brasileira pelo desarmamento. "Levei a ideia ao senhor Valcke e ele se mostrou bastante aberto e até mesmo favorável à iniciativa". Neste terça-feira, o secretário geral da Fifa vai à Câmara dos Deputados, junto com o presidente do COL (Comitê Organizador Local da Copa), Ricardo Teixeira, para responder a perguntas dos parlamentares sobre a organização do torneio mundial no Brasil.

Nesta segunda, uma comissão de parlamentares visitou as obras do Itaquerão, tendo partido para lá da estação de metrô da Luz, na região central de São Paulo. Eles ouviram dos engenheiros da Odebrecht, empreiteira responsável pela obra, que mais de 15% dos trabalhos estão concluídos, e que isso significa que o cronograma está adiantado. "Nossa previsão para este momento era estar com 12% da obra pronta. Mas conseguimos acelerar, as chuvas de verão ainda não começaram", disse Frederico Barbosa, engenheiro responsável no canteiro.

 

Placar UOL no iPhone