Paulo Bento reconhece carências, mas evita falar sobre reforços

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro

    Treinador se blinda e evita comentar sobre assunto de contratações para o clube

    Treinador se blinda e evita comentar sobre assunto de contratações para o clube

Na semana passada, organizadas do Cruzeiro compareceram em frente à sede administrativa do clube para protestar contra o mau momento da equipe e clamar por reforços. A vitória no meio de semana reanimou os ânimos, mas uma nova derrota para o São Paulo reacendeu as insatisfações das arquibancadas.

No Mineirão, vaias, xingamentos e pedidos de contratações chegaram aos ouvidos do técnico Paulo Bento. O treinador, no entanto, faz mistério com o assunto. Apesar de reconhecer as falhas do time neste início de Brasileirão, o português preferiu não dar detalhes sobre o que anda conversando com a diretoria para melhorar a qualidade do elenco.

"Entendo a função de vocês (imprensa), dos sócios, a galera do Cruzeiro, tenho um enorme respeito como tenho pelos diretores. Não me levem a mal, mas sobre questões que tenham a ver com a parte interna do clube, falarei internamente. Eu sabia o que encontraria aqui, o elenco que temos no momento possui 33 jogadores. Naturalmente, temos vários indisponíveis por problemas físicos. Trataremos com os que estão disponíveis no momento para fazerem o melhor trabalho possível e não arrumar qualquer tipo de desculpas", comentou o treinador.

Até o momento, o Cruzeiro anunciou três reforços para a disputa do Brasileiro. Bryan, Lucas e Robinho caíram bem na equipe e entraram todos como titular na última partida. Fora dos campos, a diretoria ainda corre atrás de um centroavante de ofício, mesmo com Riascos, Douglas Coutinho e Rafael Silva no elenco. Além, disso, um meia mais experiente para ser o principal organizador de jogadas também está incluído na lista de desejos. Segundo apurou o UOL, Bento não só está ciente da procura como concorda sobre as necessidades de contratação.

Recentemente, a diretoria avançou as conversas para ter Rafael Sóbis em Belo Horizonte, que tem boas chances de ser o próximo contratado. As bases salariais já foram discutidas e o clube mineiro busca dar um passo importante com a parte mais difícil: convencer o Tigres do México, equipe de Sóbis, a liberar o jogador para seu retorno ao Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos