Após 5 anos na Europa, como Wellington Silva volta ao Fluminense

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

Joia das categorias de base do Fluminense, Wellington Silva ganhou notoriedade em 2010, antes mesmo de jogar pelos profissionais. Tudo porque o Arsenal-ING deixou clara a intenção de investir pesado na nova revelação do futebol brasileiro – pagou cerca de R$ 10 milhões por um atleta que nem sequer havia estreado.

Wellington Silva virou celebridade nas Laranjeiras e o Fluminense decidiu, na época, colocá-lo em campo para que a torcida o conhecesse. Foram 17 jogos e apenas um gol. Mas o futebol apresentado o credenciou a chegar com pompas à Inglaterra.

De nada adiantou. Em Londres, Wellington Silva não jogou pelo Arsenal. Passou a ser emprestado por vários times da Espanha com o objetivo de amadurecer e conquistar o passaporte europeu. Foram cinco anos trocando de clubes: Levante, Alcoyano, Ponferradina, Real Murcia e Almeria.

No ano passado voltou para a Inglaterra, onde defendeu o Bolton. Ele iniciaria a temporada treinando pelo Arsenal, mas não teve dúvidas em voltar para a casa assim que soube do interesse do Fluminense.

"Se passaram alguns anos. Aprendi muito na Europa, volto maduro. Me sinto em casa no Fluminense e escolhi voltar. Quero fazer uma nova história, do zero. Sei que muita gente espera coisas de mim, mas quero mostrar para mim mesmo que tenho condições, que sou capaz", disse o jovem atacante em coletiva de imprensa.

Wellington Silva foi inscrito pelo Fluminense e depende apenas de suas condições físicas para fazer a reestreia. Ele, porém, é o jogador do pacotão de reforços que mais deve demorar a estar em campo, já que acabou de se recuperar de uma lesão no púbis. Ainda não há uma previsão de quando voltará a jogar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos