Brasileiro do Chelsea, Piazon detona time e diz que só Ramires e David Luiz deram raça

Bruno Freitas e Bruno Thadeu
Do UOL, em Yokohama (Japão)

Um dos quatro brasileiros do elenco do Chelsea, o meia Lucas Piazon criticou o comportamento dos jogadores de outros países do elenco do time londrino na final do Mundial de Clubes vencido pelo Corinthians na tarde deste domingo, em Yokohama, no Japão. Para ele, somente os brasileiros davam importância ao torneio no Japão.

"Faltou muita coisa para a gente, e principalmente, a vontade de ser campeão. Acho que o Ramirez, o David Luiz, só os brasileiro foram os únicos que se empenharam ao máximo, deram a raça, e por isso estão tristes", disse Piazon.

"Faltou caráter, amor à camisa. Ninguém quis jogar bola. Isso é coisa da cabeça dele, não posso criticar. Pelo menos o Oscar tentou. Não vou especificar, mas o time entrou sem vontade. Não pode entrar em uma final sem vontade de jogar, isso é inadmissível", endossou pouco depois.

Vendido pelo São Paulo ao Chelsea quando ainda era jogador das categorias de base do clube, Piazon destacou que David Luiz estava inconsolável no vestiário.  

"Não falei com ninguém, fiquei na minha. Alguns vieram aqui, não pode entrar em uma final sem pensar em estar em uma final. Mas percebi que o David estava mal. Não é à toa. Um dos poucos que se importou, e deu raça", destacou Piazon.

"Falo por mim. Sinto muito essa derrota. Amo muito jogar futebol, e jogo para vencer. Tenho minha maneira de me expressar e fiquei muito triste pela derrota", disse David Luiz 

Outro brasileiro do time, o meia Oscar, não teve a mesma opinião que o compatriota Piazon sobre o comportamento dos jogadores do Chelsea de outros países. "Não achei que faltou empenho. Isso acontece. O Chelsea todo precisa aprender a partidas decisivas", comentou Oscar.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos