Em despedida de Cuca, time alternativo do Santos busca última chance

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/Santos FC

    A dupla Jean Mota e Copete (foto) "briga" para permanecer no Santos em 2019

    A dupla Jean Mota e Copete (foto) "briga" para permanecer no Santos em 2019

O Santos faz a sua despedida do Campeonato Brasileiro neste domingo (2), às 17h (de Brasília), contra o Sport, na Ilha do Retiro, aparentemente sem pretensões. A escalação de um time alternativo, no entanto, renova a importância da partida para os santistas. Os pernambucanos, por sua vez, jogam pela sobrevivência na Série A.

Essa será a última chance para a avaliação de alguns atletas. No confronto, o técnico Cuca encerra a segunda passagem pelo clube. Ele precisará parar para tratar de um problema de saúde.

O colombiano Jonathan Copete puxa a fila dos que buscam por sobrevida no clube, mas não é o único caso. Além dele, o meia Jean Mota e o atacante Arthur Gomes vivem situações semelhantes. O atacante Felippe Cardoso e os volantes Guilheme Nunes e Diego Pituca também serão alvos de observação.

A equipe ocupa o bloco intermediário da competição, na 10ª colocação, com 50 pontos, já sem chances de classificação para a Copa Libertadores da América e também sem sofrer ameaça por rebaixamento.

Copete caiu no esquecimento no Santos em 2018. Após começar o ano como titular, acabou sucumbindo a pressão para que Rodrygo ganhasse a vaga de titular e perdeu espaço com o técnico Jair Ventura.

Cuca, em sua chegada, privilegiou outras apostas como recuperar o atacante Gabriel Barbosa e nomes como o do então recém-contratado paraguaio Derlis González.

O técnico ainda deu novas oportunidades a Copete, que correspondeu com um gol marcado na derrota por 3 a 2 no clássico contra o Palmeiras, em 3 de novembro, pela 32ª rodada. Apesar do contrato longo, até junho de 2021. Copete precisa provar mais para ficar.

O Santos procura, por exemplo, uma "sombra" para Dodô na lateral esquerda, que sequer tem permanência assegurada. Se convencer na posição diante do Sport, pode ganhar uma nova chance para 2019.

Jean Mota é outro que busca provar que ainda pode permanecer. Homem de confiança de Jair, perdeu espaço com Cuca, só foi titular em duas partidas das 22 dirigidas pelo treinador.

O jogador, no entanto, ainda tem contrato até junho de 2022 e espera provar pela oportunidade de jogar em sua função de origem, no meio de campo. Arthur Gomes também é outro colocado à prova.

Foi um dos atletas mais utilizados pelo antigo treinador e caiu no esquecimento com Cuca, com apenas duas aparições como titular. Ainda muito novo, se não convencer, pode acabar sendo emprestado para 2019. Para a partida, o meio será formado por Guilherme Nunes e Diego Pituca.

Nunes e Pituca também são observados. O primeiro é tido como uma promessa da base, com passagens pela seleção brasileira e comparações com Thiago Maia. Será a primeira chance como titular.

Pituca conquistou a titularidade do Santos, mas vive impasse para renovar o contrato com o clube, ainda em moldes antigos, quando era jogador do Santos B. O presidente José Carlos Peres já informou que o clube chegou ao limite nas negociações pela permanência. Se não adequar a pedida, o Santos pode cedê-lo.

A opção pela equipe alternativa também reserva olhares para Felippe Cardoso. O jogador, contratado no fim da última janela de transferências nacionais, não corre risco de deixar o clube, mas tenta convencer o presidente José Carlos Peres a não buscar um camisa 9 no mercado.

Peres jamais escondeu o desejo pela vinda de um camisa 9. Chegou a encaminhar um acordo com Vagner Love e prometeu voltar à carga ao jogador em janeiro.

Cardoso sofreu com lesões, mas engrenou sequência e foi elogiado pela atuação decisiva no último jogo, a vitória por 3 a 2 contra o Atlético-MG, quando marcou um gol e deu uma assistência.

A partida para o Sport vale o ano. Para permanecer na elite, os pernambucanos precisam vencer e torcer por tropeços dos concorrentes diretos.

A equipe está praticamente definida pelo técnico Milton Mendes. A única dúvida revelada pelo treinador é pela escalação de Neto Moura ou Fellipe Bastos. O meia Andrigo será improvisado na lateral direita

FICHA TÉCNICA
Sport x Santos

Data: 2 de dezembro de 2018, domingo
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Cleriston Clay Barreto Rios (RS e SE)

Sport: Maílson; Andrigo, Adryelson, Ernando e Raul Prata; Marcão, Fellipe Bastos (Neto Moura), Gabriel, Mateus Gonçalves e Michel Bastos; Matheus Peixoto. Técnico: Milton Mendes

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Copete; Guilherme Nunes, Diego Pituca e Jean Mota; Arthur Gomes, Felippe Cardoso e Rodrygo. Técnico: Cuca

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos