Scarpa nega má-fé e diz entender jogadores que não quiseram ir para o Flu

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

Apresentado no Palmeiras nesta sexta-feira (19), o meia Gustavo Scarpa negou ter agido de má-fé ao deixar o Fluminense por vias judiciais. Em entrevista coletiva, o reforço alviverde se defendeu das críticas que recebeu em sua saída do clube carioca  e também afirmou que entende o motivo de atletas terem se recusado a assinar com o tricolor do Rio de Janeiro.

"Na questão de má-fé, eu já não acredito nisso, por causa de duas coisas. Uma, quem me conhece sabe do meu caráter, da pessoa que eu sou", afirmou. "E outra, a causa foi vencida a princípio na Justiça, então quem estava agindo de má-fé, sendo injusto, não era eu, era o Fluminense comigo. Claro que não é a instituição, que não tem nada a ver, a instituição é maior que Scarpa ou qualquer pessoa que administra o clube".

"O que estavam fazendo comigo era injusto e não era a opção que eu queria, que eu sonhava", continuou. "Por mais que eu não tenha tido nenhum título de expressão lá dentro, a minha história no Fluminense era bonita. Foi a última opção, não foi escolha minha, foi o que me restou. Não foi má-fé, lutei pelos meus direitos".

A situação desfavorável dentro do Fluminense, que deve salários e outros direitos a atletas, é, para Scarpa, o motivo pelo qual o time carioca tem encontrado dificuldades para se reforçar nesta temporada. O próprio Palmeiras teve dificuldades para envolver jogadores em uma troca pelo meia, quando tentou contratá-lo em dezembro.

"Não queria falar que é uma fria (ir para o Fluminense), porque vão pegar fora de contexto. Mas quando eu estava negociando, e jogadores não queriam ir para o Fluminense, me perguntavam: 'você não está bravo com o cara?'. Eu respondia: 'entendo o lado do jogador, talvez eu não iria querer também'. Não queria sair assim, mas foi a única opção que me restou", afirmou.

Scarpa ainda não estreou pelo Palmeiras, que realizou seu primeiro jogo na temporada na quinta-feira (19). O time alviverde iniciou o Campeonato Paulista com vitória por 3 a 1 sobre o Santo André, no Allianz Parque. O reforço foi apresentado à torcida no gramado do estádio, antes da partida, e só deve estar apto fisicamente a entrar em campo a partir da terceira rodada.

"Ainda não tenho uma data exata, mas estou treinando, fiz uma preparação. Em 3 de janeiro contratei um personal, fui treinar no campo, fiz treinos mais intensos na academia, então acho que não estou muito atrás dos que fizeram a pré-temporada aqui. Mas tenho muito a melhorar ainda, e a qualidade dos profissionais daqui vai me ajudar a ter condição de jogo o mais rápido possível", disse o reforço palmeirense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos